Precipitação atingiu média de até 300 mm

Agronegócio

Precipitação atingiu média de até 300 mm

Por:
360 acessos

No Paraná, a quantidade de chuva em julho chegou a 300 milímetros em algumas regiões, muito acima da média histórica para o mês, que vaira de 100 a 150 mm. “Temos frentes frias vindas da Argentina estacionadas sobre a Região Sul do Brasil. É um ciclo se alimentando. A cada semana chega uma nova frente e substitui a da semana anterior”, explica Etchichury.

Para alívio dos produtores, a quantidade de chuva sobre o estado deve diminuir a partir da próxima semana. “Não há garantia de que as precipitações parem definitivamente, mas há grande possibilidade de trégua a partir de segunda-feira”, acredita Paulo Etchichury, meteorologista do Instituto Somar.

Se as previsões meteorológicas se concretizarem, agosto e os meses seguintes serão mais secos e quentes. “Haverá algumas ondas de frio e chuva no Paraná a partir do mês que vem, mas não tão intensas quanto as de agora. O fenômeno do El Niño, que está se instalando neste mês – e sendo parcialmente responsável pelo clima – começa a estabilizar.”

E justamente por causa deste processo, não deve ocorrer ondas de estiagem como as ocorridas no início deste ano. “No próximo verão o El Niño estará amadurecido e vai resultar em chuvas. Para os produtores de soja esse cenário é bom, mas os produtores de trigo devem ficar em alerta”, avisa o meteorologista.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink