Precisão que gera maior produtividade
CI
Agronegócio

Precisão que gera maior produtividade

Região de Carazinho (RS) recebe cursoministrado pelo Senar
Por:
Região de Carazinho (RS) recebe curso pioneiro de Agricultura de Precisão ministrado pelo Senar
 
Com o objetivo de difundir as mais novas técnicas em agricultura de precisão, proporcionando treinamentos práticos aos produtores rurais, o Senar-RS em parceria com os Sindicatos Rurais oferece um curso de qualificação rural para todo o país.

A região recebeu durante esta semana as orientações do primeiro módulo do curso, quando através de seis agricultores dos municípios de Carazinho, Chapada e Coqueiros do Sul estão participando da iniciativa, pioneira do Brasil.

Em Carazinho, oportunizado pelo Sindicato Rural, iniciou na segunda-feira (23), a primeira etapa do curso do programa de treinamentos para produtores rurais em Agricultura de Precisão, nominado Agricultura de Precisão para Todos com um total de 16 horas de duração.

“Abordarei primeiramente a conceituação da agricultura de precisão, para depois disso explanar sobre as ferramentas, operações e manutenção. A questão de agricultura de precisão significa uma gestão de precisão, é entender o porquê a devida planta não foi capaz de produzir adequadamente”, explica o palestrante do primeiro módulo que aborda alguns conhecimentos básicos, o engenheiro Agrônomo, Marcos Haerter.

Objetivando chegar ao caminho da produção que alia sustentabilidade e produtividade é que a agricultura de precisão foi planejada, quando através de um sistema de produção com tecnologia avançada, como o GPS (do inglês traduzido como Global Positioning System) e tecnologias de sensoriamento remoto é possível gerenciar as informações do solo otimizando as aplicações necessárias.

“Outra razão da importância desta área é por estar chamando os jovens, pois se for ver a agricultura hoje no Brasil está se tornando uma atividade de média idade e a Agricultura de Precisão está atentando para isso, pois os jovens adoram a área de informática e uma consequência será ajudar a diminuir o êxodo rural da juventude”, afirma Haerter.

Com o objetivo de sensibilizar o produtor rural e ajudá-lo a entender que os recursos utilizados para a produção em agricultura de precisão vão além do conhecimento da máquina agrícola, o Senar está realizando estes cursos nas regiões mais produtoras do país. Até o dia 27 de julho serão realizados cursos para turmas em municípios da região do planalto médio e central. Nesta segunda e terça-feira (24), acontece em Carazinho; no dia 25 e 26, em Não-Me-Toque; e, no dia 27 e 28, em Ijuí.

De acordo com Victor Ferreira, Gestor de Projetos em Agricultura de Precisão (AP) do Senar, a expansão das tecnologias de AP no país tem ocorrido de forma pontual e sem uma padronização conceitual que balize as ações do tema. “Alguns produtores tem adquirido serviços, máquinas e implementos sem entender como usá-los a favor de uma produção eficiente, com redução na aplicação de insumos e diminuição nos custos de produção”, destaca Ferreira.

A jovem Christiane da cruz Albrecht é recém formada em Administração de Empresas e em Agronomia e busca através dos cursos de qualificação aumentar a produtividade e rentabilidade de sua propriedade, em Chapada. “Cresci no meio rural e hoje, com 29 anos, acho indispensável a busca por atualização através de novos conhecimentos e sanando minhas dúvidas, para assim aplicar em nossa propriedade familiar”, conta a produtora rural.

As aulas serão divididas em sete módulos, num total de 120 horas de curso. No primeiro módulo também foram abordados assuntos como operação de DGPS agrícola, piloto automático, operação e manutenção de semeadoras, taxa variável operação e manutenção de distribuidores, pulverizador, autopropelido e monitor de colheita.
 
“Precisamos melhorar a produtividade, pois o Rio Grande do Sul é o menor em produtividade no país e consequentemente aumentar a produção de alimentos. Até 2050 o mundo vai ter que dobrar a produção de alimentos e dessa dobra, 40% o Brasil é responsável. Portanto não podemos negar que somos um dos pilares da alimentação mundial, e ele está nas nossas costas”, finaliza o instrutor.

Os cursos do programa Agricultura de Precisão para Todos estão sendo desenvolvidos pelo Sindicato Rural de Carazinho com o apoio de algumas empresas do município que irão ceder algumas máquinas para a parte prática do treinamento, e será difundido no restante do país.

Nos treinamentos o produtor irá receber o que há de mais atual em informação sobre a tecnologia e a oportunidade de, por meio do conhecimento de técnicos do Senar e apostilas, obter informações completas sobre o tema. “Nossa obrigação é levar essa informação para dentro das propriedades, buscando aumentar a produtividade, uma vez que é o próprio produtor que custeia o Senar através do fundo rural”, explica Haerter.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink