Preço alto das sementes de soja para 03/04 e queda de produção deixam produtores apreensivos


Agronegócio

Preço alto das sementes de soja para 03/04 e queda de produção deixam produtores apreensivos

Por:
7 acessos

O preço da saca de 40 Kg da semente de soja destinada ao plantio para a temporada 2003/04 no município de Rondonópolis, no Mato Grosso, poderá custar entre R$ 75 e R$ 80. O motivo desse aumento seria o excesso de chuvas na região, que dificultaria os produtores a conseguir semente de ciclo médio e os obrigaria a comprar do Estado de Goiás. Esta é a previsão do diretor da Agrofito, Darci Ciarin, empresa distribuidora de agroquímicos.

Os produtores do Mato Grosso estão preocupados com a possível escassez de semente para a próxima safra. Para o período 02/03, o presidente da Agrishow Cerrado 2003, Gilberto Goelner, acredita que a quebra de safra no Estado poderá atingir 1 milhão de tonelada em razão da ferrugem asiática que se proliferou pelas lavouras nesta temporada. O prejuízo também foi causado pelo excesso de chuvas que atrasou a colheita de algumas variedades.

Segundo Goelner, o prejuízo maior será para os produtores de sementes, que poderão perder aproximadamente 50% da produção. A estimativa dos prejuízos deve ser divulgada nos próximos 15 dias. O superintendente da fundação MT, Dario Hiromoto, garantiu que os danos com a ferrugem só não foram maiores porque os produtores já estavam orientados a utilizar o fungicida em período hábil para amenizar o prejuízo.

Para a safra 2002/03 existe a previsão de 8% de perda na produção. A colheita nos últimos dias foi intensificada e atingiu entre 65% a 75% do total, o que fez cair o número de visitantes no segundo dia da Agrishow Cerrado 2003, a principal feira do município e uma das mais importantes do país. "Em razão do atraso da colheita, a visitação na quarta-feira (09-04) foi pequena porque os produtores estão aproveitando o tempo favorável para colher", enfatiza o diretor da empresa de distribuição de agroquímicos Agrofel, Noly Bertol. Outra barreira que o sojicultor está enfrentando é justamente a que foi responsável em atraí-lo a aumentar a área plantada dessa temporada: o preço. Com a queda do dólar, a cotação da saca de 60Kg vem caindo juntamente com a liqüidação dos contratos que vencem neste mês.

No Paraná, o produtor de soja está tendo prejuízo com a queda do dólar nos últimos 30 dias. Os sojicultores do Estado que firmaram contratos indexados à moeda norte-americana, e estão recebendo apenas agora, acumulam perdas de 13,9% – fruto da variação cambial. Em Ponta Grossa, maior pólo moageiro do Estado, o saco de 60 quilos do produto, que em fevereiro era vendido às indústrias locais por até R$ 41,00, estava cotado ontem a R$ 38,00. As empresas que trabalham com exportação ofereciam R$ 37,50 no fim da tarde de quarta-feira (09-04).

No entanto, os especialistas do setor afirmam que a situação ainda é confortável, uma vez que os preços continuam bem acima dos registrados no ano passado. Os indícios do fim da guerra no Iraque fazem o setor acreditar que o mercado voltará ao normal nos próximos dias e o dólar voltará a subir.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink