Preço da cana tem alta de 16% no Centro-Sul

Agronegócio

Preço da cana tem alta de 16% no Centro-Sul

Os preços médios pagos pela cana em São Paulo, maior Estado produtor do país, devem fechar em R$ 35/ton
Por:
1 acessos
Os preços médios pagos por tonelada de cana em São Paulo, maior Estado produtor do país, devem fechar em R$ 35 na safra 2004/05, valor 16% maior que o ciclo anterior, de acordo com dados preliminares da Organização dos Plantadores de Cana do Centro-Sul do Brasil (Orplana). Apesar do aumento verificado nesta safra, que se encerra em abril, os preços recebidos pelos plantadores ainda não cobrem os custos de produção, afirma Manoel Ortolan, presidente da Orplana. "Não foi uma boa remuneração para os produtores. Os nossos custos estão em torno de R$ 40 por tonelada de cana."


Ortolan observa que os gastos com fertilizantes e defensivos aumentaram os custos de produção nesta safra. "Tivemos gastos quando o dólar ainda estava valorizado. Depois da desvalorização do câmbio, os preços dos insumos não recuaram na mesma velocidade." Segundo ele, desde a safra 2002/03 a remuneração dos produtores está abaixo dos custos de produção.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink