MERCADO FÍSICO

Preço da soja em leve baixa no Brasil

Feriado em algumas praças limitou negócios
Por: -Leonardo Gottems
185 acessos

As cotações da soja tiveram na segunda-feira (20.11) mais um dia de leves baixas de preços no mercado físico brasileiro, acompanhando a tendência verificada na Bolsa de Chicago (CBOT). Por exemplo, no interior do País, a saca de soja (60 quilos) foi vendida a R$ 54,09 em Sorriso (Mato Grosso). A cotação significou uma alta de 0,18% sobre os R$ 54,19 oferecidos na última avaliação.

Já no Porto de Paranaguá (Paraná), a saca de 60 quilos da oleaginosa disponível foi comercializada por R$ 74,00, o que manteve a cotação anterior. Todos os preços são FOB (Free On Board – contrato de exportação com custos de transporte interno incluso até o carregamento do navio).

FUNDAMENTOS

“Neste último fim de semana foram observadas chuvas expressivas sobre uma grande parte Centro-Oeste, Sudeste e o Sul do Brasil. No entanto, nestas mesmas regiões, há relatos de produtores que observaram o céu fechado de nuvens, porém tais precipitações não vieram a ocorrer. Apesar de previsões pluviométricas generalizadas, as chuvas estão sendo dispersas em várias das regiões do Brasil”, afirma a Consultoria AgResource.

No entanto, os mapas climáticos da agência meteorológica independente ECMWF apontam que mais chuvas são previstas para as principais regiões sojicultoras do Brasil, nestes próximos 15 dias: “Nesta semana, uma faixa que corta do sul de Minais Gerais até o noroeste do Mato Grosso deverá observar chuvas de 50mm, em média. Na Argentina, o padrão seco continua estacionado sobre o país, com melhores chances de precipitações no começo de dezembro. No entanto, tais chuvas ainda se concentram apenas no noroeste do país”. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink