Preço das terras dispara na Argentina
CI
Agronegócio

Preço das terras dispara na Argentina

Por:

O preço em dólares das terras destinadas a atividades agropecuárias na Argentina se aproxima dos níveis recordes de 1998, ano em que teve início a recessão. As áreas rurais alcançaram alta de 50% em relação a um ano. Ou seja, o valor dos ativos rurais denominados em dólar não só foi preservado, ele também dobrou em comparação a outros tipos de bens.

O motivo da alta "está vinculado à recuperação do setor agropecuário, aos bons preços da soja, do trigo e do milho", disse Pedro Nordheimer, presidente da imobiliária que leva seu nome.

Cristian Beláustegui, diretor da Compañia Argentina de Tierras, concorda que o momento é determinado pela rentabilidade da agricultura, especialmente soja. "Como se trata de um cultivo que exige menos do solo, a soja ocupa hoje áreas que antes eram marginais para a agricultura, como Santiago del Estero, Chaco e Salta", afirmou Beláustegui. Os especialistas concordam que as áreas de plantio de milho e soja - como o norte da província e sul de Córdoba e Santa Fé - estão cotadas hoje em US$ 4.500 o hectare, enquanto em janeiro deste ano valiam US$ 3 mil.

A boa marcha da soja não é a única explicação. "A diluição das dívidas agrícolas pela precificação e o aumento da rentabilidade pelo impacto da desvalorização converteram a produção rural em um setor atraente ao investidor", disse José Rozados, especialista imobiliário.

Essa tendência foi consolidada pela "redução das taxas de juros nacionais e internacionais e pela falta de alternativas de investimento na Argentina", disse. "O que ocorre é raro: há disponibilidade de recursos porque as pessoas se cansaram de guardar dinheiro debaixo do colchão, em um banco no exterior ou em poupança e isso determinou um retorno importante dos capitais argentinos", disse Augusto Gómez Romero, da Larigan Campos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink