Preço do café arábica tem alta de 1,3% em março no mercado interno
CI
Agronegócio

Preço do café arábica tem alta de 1,3% em março no mercado interno

Por:

Os preços do café arábica mantiveram-se firmes, pelo quarto mês consecutivo, no mercado interno, de acordo com levantamento mensal do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A saca de 60 quilos do grão fechou o mês de março a R$ 206,22, em São Paulo, com um aumento de 1,3% em relação ao mês anterior.

Para Sérgio Carvalhaes, do Escritório Carvalhaes, a recuperação reflete os preços firmes do grão no mercado internacional, mesmo com as oscilações da commodity na bolsa de Nova York. "Os últimos quatro anos foram de preços baixos para o setor", disse Carvalhaes.

Mesmo com a recuperação dos preços, o fim do ciclo de baixa ainda não pode ser comemorado. O bom momento para os preços dependerá do balanço de oferta e demanda do produto no mercado internacional, de acordo com o relatório do Cepea. Dados da Organização Internacional do Café (OIC) mostram que os estoques mundiais de café estão caindo por conta da queda da produção do grão dos principais países produtores.

A performance do café robusta não acompanhou o ritmo do tipo arábica. Em março, a saca de 60 quilos do produto fechou a R$ 124,47, em São Paulo, com recuo de 6,9% sobre o mês de fevereiro. Segundo o Cepea, não há perspectivas de recuperação no curto prazo, uma vez que os produtores brasileiros deverão intensificar a colheita do café robusta.

Segundo Carvalhaes, os produtores do Espírito Santo, maior produtor do tipo robusta no país, deverão atrasar a colheita por conta das chuvas. A expectativa do governo federal é de que a safra brasileira fique abaixo dos 40 milhões de sacas. Analistas de mercado projetam volumes entre 41 milhões e 44 milhões de sacas. A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) deverá soltar uma nova estimativa no fim do mês de abril.

Ontem, os preços futuros do café registraram forte baixa na bolsa de Nova York, pressionados pelas rolagens de contratos de maio para julho. Os contratos de julho encerraram a 71,70 centavos de dólar por libra-peso, com recuo de 3,75% (ou 280 pontos), sobre o dia anterior.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink