Preço do café sobe 4% na bolsa de Nova York
CI
Agronegócio

Preço do café sobe 4% na bolsa de Nova York

Por:

Os contratos futuros de café foram negociados em forte alta no pregão de ontem da bolsa de Nova York. Os embarques programados para o mês de março acumularam ganhos de 4% em relação ao fechamento anterior, encerrando a 64,90 centavos de dólar por libra-peso. As perspectivas de redução na safra brasileira no período 2004/05 deram sustentação aos preços do grão.

Analistas de mercado estão aguardando as estimativas oficiais do governo brasileiro, que serão divulgadas no próximo dia 10, mas projeções indicam que haverá sensível quebra da produção. O clima excessivamente seco registrado em algumas regiões produtoras e a erradicação de parte das lavouras pode colocar a próxima safra em patamares bastante inferiores que os sinalizados até o momento.

O Brasil é o maior produtor mundial de café e a quebra da safra brasileira deve comprometer a oferta global de café no período 2004/05. Os preços do café se encontram em baixos patamares há pelo menos quatro anos, e a escassez de recursos fez com que muitos produtores reduzissem os tratos da cultura e erradicassem parte de suas lavouras. Estimativas do mercado indicam que nos últimos dois anos houve erradicação de 300 mil hectares de café no Brasil e uma redução de até 70% nos tratos culturais.

As estimativas iniciais para a safra 2004/05 oscilavam entre 40 milhões e 45 milhões de sacas, mas o mercado trabalha com projeções de 35 milhões de sacas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink