Preço do fertilizante está em queda
CI
Agronegócio

Preço do fertilizante está em queda

De acordo com o Imea, a maior queda foi obtida na ureia
Por:
Os produtores de soja de Mato Grosso ainda estão colhendo a safra deste ano, mas já devem ficar atentos ao mercado para fazer bons negócios para o plantio da próxima safra 2012/2013. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) os preços dos fertilizantes estão reduzindo desde o final do ano passado.

Em dezembro de 2011, os fertilizantes custavam 14 sacas na relação de troca à vista, e em janeiro deste ano esta relação já caiu uma saca. Ainda não chega ao patamar do mesmo valor praticado em janeiro de 2011, quando a relação de troca estava em 10 sacas. Essa diferença é em razão do preço do dólar (R$ 1,67 em janeiro de 2011 e R$ 1,79 no mês passado). O gestor do Imea, Daniel Latorraca, explica é preciso atenção neste período, especialmente na oscilação da cotação do dólar. Além disso, Latorraca informou que o preço dos fertilizantes também é atrelado ao petróleo. “O cenário está um pouco conturbado e faz com que os preços caiam e reflitam nestes insumos”, disse.

Ainda de acordo com o Imea, a maior queda foi obtida na ureia (15% em relação a dezembro). Outras quedas foram registradas nos preços do super simples, super triplo e cloreto de potássio. Os preços destes produtos são importantes porque influenciam diretamente no custo do fertilizante, uma vez que são a base do insumo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.