Preço do milho cai e leilão vende pouco

Agronegócio

Preço do milho cai e leilão vende pouco

A notícia do leilão de VEP de 100 mil toneladas fez a cotação cair rapidamente
Por: -Redação
2 acessos

Deu certo a estratégia das cadeias produtivas de suínos e aves que pressionaram durante meses para que a Conab intercedesse para estabilizar o mercado de milho. A notícia do leilão de VEP de 100 mil toneladas fez a cotação cair rapidamente. O resultado é que, nessa quinta-feira (14-12), foram compradas apenas 3 mil toneladas ofertadas pelo governo de estoques do Mato Grosso do Sul.

O preço da saca caiu até R$ 1,50 na última semana, chegando a R$ 19,00. Com certeza, foi muito positivo para o setor suinícola porque forçou produtores e cooperativas que estavam segurando milho e especulando no mercado a venderem produto retido, avaliou o presidente da Acsurs, Valdecir Folador. Mesmo posicionamento tem o secretário executivo da Asgav, José Eduardo dos Santos. Isso comprova que se tem produto no RS. O que há é um movimento especulativo que joga com as indústrias.

Para Santos, essa situação só poderá ser revertida quando o Estado for auto-suficiente em milho. A preocupação está entre os itens encaminhados pela Asgav à governadora eleita Yeda Crusius. O documento solicita isenção tributária no mercado interno para os produtos avícolas, manutenção e prorrogação do decreto 44.477/06 que trata dos créditos presumidos e adoção de programa de gestão que dê segurança para a produção de origem animal e vegetal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink