Agronegócio

Preços do açúcar voltam a subir em Nova York e Londres

Commodity foi comercializada a 18,59 centavos de dólar por libra-peso
Por:
1113 acessos
Os preços do açúcar fecharam valorizados no mercado internacional nesta segunda-feira (07.10). A commodity foi comercializada em Nova York a 18,59 centavos de dólar por libra-peso, alta de 11 pontos no vencimento março/14. Em Londres, também houve alta. Ela foi de US$ 5,50 por tonelada, com negócios, no vencimento dezembro/13, fechados em US$ 497,50 a tonelada.


Uma análise divulgada hoje (08.10) no Valor Econômico mostrou que as cotações do açúcar demerara voltaram ontem a alcançar o maior patamar em mais de seis meses na bolsa de Nova York, como já havia acontecido na semana passada. "O suporte é oferecido pelas chuvas em regiões produtoras do Brasil, maior produtor e exportador mundial da commodity, que alimentam tensões nesta reta final da colheita no Centro-Sul do país. O excesso de umidade atrapalha os trabalhos e o processamento de cana. Além disso, o fato de a safra atual ser mais "alcooleira" segue também a oferecer sustentação ao mercado", explicaram os especialistas ouvidos pelo jornal.


No mercado interno, os preços do açúcar cristal seguiram valorizados, segundo apurou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq). Os negócios, nas usinas paulistas, foram fechados em R$ 49,39 a saca de 50 quilos, alta de 1,29% no comparativo com sexta-feira (4).


Etanol
O etanol hidratado voltou a subir. Nesta segunda-feira (07.10), os negócios firmados pelas usinas paulistas, segundo o índice Esalq/BVMF, fecharam em R$ 1.106,50 o metro cúbico, alta de 0,45% perante a cotação de sexta-feira (04.10).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink