Preços do milho começam a recurar
CI
Agronegócio

Preços do milho começam a recurar

Por: -Admin

O mercado do milho, após uma escalada altista, começou dezembro em retração. A expectativa em relação aos leilões de compras da Conab, o rebaixamento da tarifa de importação (TEC) de 9,5% para 2,0% e a ameaça velada de confisco estimularam o crescimento das ofertas. Este fato, conjugado à redução do interesse comprador, redundaram em retração dos negócios.

Como conseqüência, os preços começaram a recuar, inicialmente a partir do Paraná; o movimento também se estendeu para o mercado catarinense. Em Campos Novos, os preços ofertados aos produtores, que na semana passada chegaram a atingir os R$ 26,00/sc, caíram na última terça-feira para R$ 23,30/sc.

Apesar das incertezas quanto ao real volume de produto ainda disponível, o recuo dos preços e o crescimento das ofertas podem ser sinalizadores de que o suprimento de milho poderá não ser tão traumático quanto se poderia esperar. Não se descarta, inclusive, a hipótese de que o mercado, embora com um certo atraso, possa apresentar um comportamento semelhante ao registrado em 2000.

Vale lembrar que naquele ano o quadro de oferta/demanda também apontava para um suprimento nacional bastante apertado, fato que levou a uma expressiva retração de ofertas até setembro, mês em que os preços atingiram o maior valor do ano. A partir de meados daquele mês, com os primeiros indicativos de redução dos preços, ocorreu um movimento de "desova" dos estoques. Isto não só melhorou acentuadamente as ofertas, como reduziu substantivamente os preços até a entrada da nova safra.

Portanto, embora ainda não se tenha a certeza de que o mercado possa apresentar um comportamento semelhante ao de 2000, não será surpresa se os preços perderem um pouco mais de fôlego, especialmente porque os grandes consumidores, relativamente bem abastecidos, tendem a permanecer retraídos. Todavia, mesmo que o movimento de baixa venha a persistir, os preços terão como limite de sustentação a paridade de exportação, que, no momento, situa-se na faixa de R$ 23,50 para o produto posto em Paranaguá.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.