Primeiro dia de campo mostra o pioneirismo do produtor pedritense (RS)

Agronegócio

Primeiro dia de campo mostra o pioneirismo do produtor pedritense (RS)

Por: -Admin
1 acessos

Os participantes da 15ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz puderam conhecer, na tarde de ontem (24-02), os resultados obtidos com a implantação das tecnologias do Projeto 10 nas lavouras de dois produtores de Dom Pedrito, no Rio Grande do Sul. A primeira propriedade visitada foi a fazenda São Carlos, de Otto Prade, produtor de arroz há mais de 37 anos. Os 160 hectares do cereal plantados na propriedade seguem as tecnologias do projeto divulgado pelo Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga).

“O projeto nada mais é do que um bom planejamento da lavoura”, diz Prade, que conseguiu passar de seis a sete mil quilos para os atuais nove a dez mil quilos de produtividade em suas lavouras. Em algumas áreas, esta produtividade passa dos dez mil quilos apregoados pelo projeto. “O meu sonho é chegar a 15 mil quilos”, confessa Prade, que aposta no manejo correto, nutrição equilibrada da planta e boa análise de solo para superar a tão sonhada produtividade.

Quantos aos prejuízos que podem surgir nas lavouras devido a estiagem ele atribui ao mau planejamento da lavoura. “Isto vai ocorrer com quem planta além da capacidade de irrigação, prejuízo que pode chegar entre 15% e 20% no estado”.

Na granja Santo Antônio, de Anselmo Marchesan, os resultados do projeto 10 podem ser conferidos de perto em 13 hectares da propriedade, que no ano passado atingiu 8,9 mil quilos e este ano espera chegar o mais próximo possível dos 10 mil quilos. O engenheiro agrônomo da Cotrijuí de Dom Pedrito, Homero Quadros, explica que aos poucos toda a área da propriedade, que é de 250 hectares, está se adequando à tecnologia. O índice de produtividade da propriedade gira em torno de 7,9 mil quilos por hectare e 8,9 mil quilos por hectare nas áreas do projeto.

“São levados em conta uma série de manejos, que unidos resultam na tecnologia, como preparo no cedo, boa drenagem da lavoura, plantio na época adequada que no caso da região é o mês de outubro, adequar adubação às necessidades da cultura, entre outras”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink