Problemas pontuais retardam conclusão do plantio da soja no RS

Soja

Problemas pontuais retardam conclusão do plantio da soja no RS

No feriado de Natal, lavouras foram atingidas pelo granizo, adverte Emater
Por: -Aline Merladete
183 acessos

Em desenvolvimento vegetativo, a soja no Rio Grande do Sul segue dentro da normalidade, no entanto problemas pontuais em diferentes lavouras vêm causando certo desconforto entre os produtores gaúchos. Entraves ocasionados pelo replantio do grão, seca, além da chuva de granizo registrada em pequenas localidades do RS, no feriado de Natal, retardam a conclusão do plantio da oleaginosa em solo gaúcho.

Em Santa Bárbara do Sul e Gentil, no Norte do Estado, lavouras foram danificadas pelo granizo neste feriado. “A situação da soja está dentro da normalidade, mesmo com estes fenômenos climáticos, mas poderia estar melhor. Não é um início de lavoura daqueles animadores, embora estes problemas tenham ocorrido pontualmente no Estado”, ressalta o assistente técnico estadual da Emater Alencar Ruggeri.

O plantio da soja está praticamente concluído no Rio Grande do Sul. A colheita do grão está prevista para início de março. Na safra 2018/2019, o RS reservou 5,86 milhões de hectares para cultivo da oleaginosa, aumento de 3% em relação ao ciclo passado. A colheita da soja pode chegar a 18,5 milhões de toneladas no Estado, segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink