Processadora de soja inicia reestruturação com apoio de investidores

Agronegócio

Processadora de soja inicia reestruturação com apoio de investidores

Imcopa obtém prazo de 120 dias para apresentar plano de reestruturação a credores
Por: -Renata
405 acessos

Depois de ter o seu resultado financeiro prejudicado no final de 2008, com a deterioração do câmbio e a crise que balançou o mundo, a Imcopa anunciou nesta quinta-feira (18) que obteve 95,4% de votos favoráveis ao seu pedido de consent junto aos investidores (bondholders) em seu eurobônus de US$ 100 milhões emitido em 2006, que votaram a questão por meio eletrônico ontem. O pedido de consent é parte de um plano de reestruturação da Imcopa que, em contrapartida, efetuou o pagamento integral dos juros aos bondholders. “O pedido de consent teve origem na necessidade de se obter o consentimento dos bondholders pela quebra de cláusulas de desempenho financeiro (covenants), decorrentes principalmente do efeito da deterioração do câmbio sobre o balanço da companhia no último trimestre de 2008”, explicou o gerente financeiro da processadora de soja, Paulo Junqueira Filho. A resolução extraordinária, além de autorizar a quebra das cláusulas, resultou ainda na liberação de alguns ativos para servir de garantia em novas negociações com os bancos, além de um prazo de 120 dias para que a Imcopa apresente um plano de reestruturação. “Estamos muito satisfeitos com o apoio demonstrado por nossos credores bancários e pelos investidores, alinhado com a continuação do desenvolvimento de nosso plano de reestruturação” disse o presidente da Imcopa Frederico José Busato Jr. “Nós continuamos trabalhando com os nossos credores enquanto desenvolvemos normalmente nossas operações de modo a enfrentar a desaceleração da economia mundial e incrementar a nossa posição de liderança global como processadores de soja não transgênica.”

A Imcopa planeja uma reestruturação abrangente que está sendo desenvolvida para obter as condições e recursos suficiente para honrar as obrigações e permitir o crescimento continuado dos negócios da indústria paranaense. “Estamos trabalhando com nossos consultores para completar e implementar este plano dentro dos melhores interesses da Imcopa, seus credores financeiros, dos bondholders e de seus acionistas”, afirmou Busato Jr.

Maior processadora de soja de capital nacional em termos de volume processado e a quinta maior do país em termos de capacidade de processamento, a Imcopa se concentra na produção e desenvolvimento de produtos de valor agregado direcionados para o mercado externo. A empresa foi pioneira no processamento de soja não transgênica (GMO-free). Se tornou líder mundial na produção de derivados de soja GMO-free, que inclui o SPC – farelo superconcentrado de soja, com 60% de proteína; farelo, óleo e lecitina de soja. A Imcopa direciona a venda de seus produtos a alguns nichos de mercados, incluindo setor de produtos de soja não transgênica e de farelo de soja altamente protéicos, destinados ao mercado de ração para aquicultura. Neste setor a empresa mantém liderança no mercado Europeu. As informações são de assessoria de imprensa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink