Procura por bacalhau deve aumentar neste feriado

Agronegócio

Procura por bacalhau deve aumentar neste feriado

De acordo com economista da Ceagesp, a desvalorização do dólar favorece a importação e a preferência pelo pescado no país
Por:
1111 acessos
De acordo com economista da Ceagesp, a desvalorização do dólar favorece a importação e a preferência pelo pescado no país

A Páscoa se aproxima e, naturalmente, a procura por peixes aumenta. A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), a segunda maior feira atacadista de pescado na América Latina - atrás apenas do Chile que detém o maior entreposto da região -, prevê triplicar a comercialização de pescado em relação aos dias normais.


Normalmente, a Ceagesp conta com 73 permissionários que vendem cerca de mil toneladas de peixe fresco toda semana. No feriado do ano passado, a quantidade vendida chegou a 3 mil, e a previsão, segundo o economista Flávio Godas, chefe da Seção de Economia e Estatísticas da Ceagesp, é de estabilidade, com a manutenção do mesmo número.

A procura por bacalhau na Semana Santa deve ser grande. Isso pode ocorrer devido à baixa do dólar, que favoreceu a importação. A média de preço do bacalhau do Porto está em R$ 37,90 (kg); o desfiado, em R$ 23,90; e o saithe, R$ 17,90 (kg). “A tendência é o preço baixar ainda mais, cerca de 10%, em função do dólar, principalmente”, adianta o economista.


Outros peixes também atraem os consumidores no período. Entre eles estão: merluza filé (R$ 13,65 o kg), pescada branca pequena (R$ 5,0 o kg), cação raia (R$ 9,56 kg), tilápia grande (R$ 6,50 o kg), corvina pequena (R$ 5,80 o kg) e outros mais populares, como a sardinha fresca grande (R$ 5,60 o kg). Os preços citados serão os máximos praticados na Santa Feira do Peixe.

Santa Feira do Peixe

Para facilitar a venda de pescado no feriado, a Ceagesp promove, a partir desta terça-feira, 19 de abril (até quinta-feira), das 15h às 21h, a 6ª Santa Feira do Peixe. Exclusivamente neste período, nove permissionários do setor de pescado da Companhia venderão, no varejo, uma grande variedade de peixes frescos, além de bacalhau, legumes e temperos em geral.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink