Produção brasileira de ovos: 7% de incremento no 1º semestre
CI
Agronegócio

Produção brasileira de ovos: 7% de incremento no 1º semestre

Apenas cinco UFs registraram queda de produção
Por:
Os últimos dados divulgados pelo IBGE, relativos ao 2º trimestre de 2012, permitem concluir que nos seis primeiros meses do ano a produção brasileira de ovos aumentou pouco mais de 7%, passando de 1,254 para 1,343 bilhão de dúzias.

No semestre, das 24 Unidades Federativas (UFs) participantes do levantamento (Amapá, Tocantins e Maranhão foram a exceção), apenas cinco registraram queda de produção em relação ao mesmo semestre de 2011: duas do Sul – Paraná e Rio Grande do Sul; duas do Nordeste – Ceará e Alagoas; e o Distrito Federal.


Em contrapartida, várias UFs apresentaram expansão acima da média nacional de 7,1%. E os maiores destaques, sem dúvida, ficam com os estados de Mato Grosso e Santa Catarina, onde o volume de ovos produzidos no primeiro semestre de 2012 aumentou, respectivamente, 23% e quase 16% em relação ao ano passado. Tudo indica, no entanto, que parte significativa desses aumentos está relacionada a ovos férteis destinados à produção de pintos de corte (em seus levantamentos, o IBGE não faz distinção entre ovos de consumo e férteis).


Notar que os valores levantados não correspondem à produção total de cada UF, porque o levantamento exclui estabelecimentos produtores que não apresentem determinada capacidade mínima. A partir de 2012, por exemplo, passaram a ser pesquisados apenas os estabelecimentos com capacidade de alojamento de pelo menos 10 mil poedeiras. Assim, por exemplo, Amapá, Tocantins e Maranhão não aparecem no levantamento deste ano por não possuírem estabelecimentos cadastrados que se enquadrem na metodologia adotada.





Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink