Produção de agroindústrias de todo o Estado está no centro da Capital

Agroindústria

Produção de agroindústrias de todo o Estado está no centro da Capital

Produção de 35 agroindústrias do Estado está à disposição da população no Largo Glênio Peres na capital, na Feira da Agrifam
Por:
95 acessos

A produção de 35 agroindústrias do Estado está à disposição da população no Largo Glênio Peres na capital, na Feira da Agricultura Familiar (Agrifam), que ocorre até sexta-feira (14/12). Quem passar pelo centro, das 8 às 20h, pode degustar e levar para casa produtos como embutidos, queijos, iogurtes, ovos, pães e cucas, cachaças, sucos, vinhos, espumantes, pescados, rapaduras e muitas outras delícias.

A feira é coordenada pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), com apoio da Coordenação de Promoção Econômica (CPE) e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), por meio da Divisão de Fomento Agropecuário (DFA). 

Além de ofertar produtos, a Agrifam oferece opções de lazer para toda a família. Os visitantes têm a oportunidade de degustar pratos da culinária regional na ?Cozinha Show Interativa?, onde chefs renomados demonstrarão como a agricultura familiar contribui com a alta gastronomia brasileira, e como os visitantes podem utilizar esses produtos no dia a dia. Todos os ingredientes usados estarão disponíveis para a compra.

A Agrifam divide espaço ainda com a Feira do Artesanato em Porto Alegre, que reúne o melhor do artesanato gaúcho.

A abertura dos eventos ocorreu nesta terça-feira (11/12), com a presença do delegado da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), Márcio Madalena, do gerente regional da Emater/RS-Ascar, Ademir Santin, do secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, secretário geral da Fetag-RS, Pedrinho Signori, o representante da Fundação Gaúcha do Trabalho e da Ação Social (FGTAS), Rogério Grade e o secretário de Desenvolvimento Econômico de Porto Alegre, Eduardo Cidade, além de vereadores, produtores e outras autoridades.

O evento também tem o intuito de aproximar o consumidor do produtor e fomentar a comercialização de alimentos, bem como a renda do setor. Dessa forma, é possível ampliar o acesso aos empreendimentos familiares a mercados, ao realizar novos negócios e expandir o debate sobre os benefícios do segmento na economia do país. ?A feira é um espaço para se comemorar as coisas boas que são feitas no Rio Grande?, ressalta Minetto. 

Para Santin, o evento é uma vitrine de divulgação do potencial da agricultura familiar e a diversidade e qualidade dos produtos cultivados no Estado. ?Esta feira é uma ótima oportunidade para os produtores e tem que continuar?, avaliou.

Já o delegado federal da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) no RS, Márcio Madalena, afirmou que todos os produtos existentes na feira são de alta qualidade, passam por rigorosa seleção sanitária e são entregues ao consumidor diretamente pelo produtor. ?É o momento em que o campo se veste de festa para se mostrar na cidade?, destaca. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink