Produção de cana vai depender das chuvas
CI
Agronegócio

Produção de cana vai depender das chuvas

Por:

Se as chuvas de janeiro sobre os canaviais paulistas tiverem a mesma intensidade em fevereiro e março, há chances de nova safra recorde de cana-de-açúcar no Centro-Sul do país. No ciclo 2003/04, a colheita foi de quase 300 milhões de toneladas. Analistas apostam na supersafra.

A pedido do Valor, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmetro) e a Climatempo traçaram as previsões meteorológicas para os próximos dois meses para as regiões de Ribeirão Preto, Araçatuba e Piracicaba, principais produtores de cana do Estado de São Paulo. Essas regiões respondem por mais de 50% da produção de cana de São Paulo. O Estado produz mais de 70% da oferta total do Centro-Sul do país.

Tanto Inmetro quando Climatempo observaram que o índice pluviométrico entre os meses de setembro e dezembro do ano passado sobre as lavouras de cana ficou abaixo do normal. "Não há como recuperar esse déficit", afirmou Francisco de Assis Diniz, chefe do centro de previsão do tempo do Inmetro.

Diniz fez uma avaliação mais positiva para este mês. "As chuvas estão dentro da normalidade". Segundo ele, há boas perspectivas de chuvas para fevereiro e março. "Há tendência de veranico no final de fevereiro no Estado. Só haverá problema nas lavouras se a intensidade do veranico for superior a 12 dias."

A leitura de Ana Lúcia Frony, meteorologista da Climatempo, é de que, mesmo com as chuvas, o mês de janeiro não deverá atingir sua média histórica.

Para Júlio Maria Martins Borges, da Job Economia e Planejamento, o tamanho da safra não está definido ainda. "Tem chovido bem em outros Estados produtores de cana do Centro-Sul, mas São Paulo é o principal produtor do país", disse. Segundo ele, as chuvas abaixo do normal observadas no último trimestre de 2003 comprometeram, em parte, o crescimento da cana.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink