Produção de peixes: cresce procura pelo teste TambaPlus
CI
Imagem: Divulgação
PISCICULTURA

Produção de peixes: cresce procura pelo teste TambaPlus

As análises são feitas em Brasília
Por:

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF) tem registrado aumento na procura pelo teste TambaPlus, uma das ferramentas genômicas mais importantes para os produtores de peixes nativos evitarem perdas na alevinagem e elevarem o desempenho produtivo dos animais durante a engorda, especialmente no caso do tambaqui (Colossoma macropomum). 

Lançado há menos de um ano, esse serviço já soma um total de 1.600 amostras de DNA analisadas até julho de 2020. De acordo com o produtor amazonense Alexandre  Ronczaryk o teste para verificar a qualidade genética dos peixes é uma garantia aqueles que vivem da produção e engorda de alevinos. Ele tem criatórios nos municípios de Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo, ambos localizados a cerca de 130 quilômetros de Manaus, e enviou à Embrapa, no mês de julho, 79 amostras para análise por meio do TambaPlus – ferramenta desenvolvida pelo pesquisador Alexandre Caetano juntamente com a pesquisadora Patrícia Ianella, ambos da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.

O material enviado por Ronczaryk chegou ao laboratório em Brasília, pelos Correios, no dia 20 de julho. O relatório com o resultado das análises seguiu para Manaus uma semana após. Com isso, Alexandre Roczaryk tem em mãos dados suficientes para dar prosseguimento à melhoria do seu plantel. Ele já utilizou o teste TambaPlus para outras análises, tendo um total de 123 analises realizadas. 

“Quando você pega um peixe, você pode até chipar ele, mas não tem uma digital. Mas agora, com essa ferramenta da Embrapa, o DNA é analisado no grau de parentesco e pureza e nos dá garantia na hora de fazermos os cruzamentos e escolhermos as melhores matrizes", comenta o produtor, que atua nessa área desde 1996. 

Segundo o pesquisador Alexandre Caetano, o TambaPlus (com marca registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelecutal – INPI) pode evitar perdas e melhorar a eficiência produtiva e a lucratividade do setor, pois disponibiliza ferramentas que vão analisar a pureza e também a identificação do grau de parentesco das matrizes, o que permite avanços importantes para o manejo genético dos plantéis de reprodutores. Uma das vantagens das ferramentas genômicas é evitar, por exemplo, o cruzamento de irmãos e meio-irmãos - que impede o desenvolvimento dos embriões e causa malformações . Só para se ter uma ideia, o prejuízo devido a esse fator pode afetar até 30% da produção. 

O serviço de análise de amostras para pureza e parentesco é ofertado em escala restrita e com valores reduzidos, ao custo de R$ 120,00 por amostra. A contratação se dá por tipo de serviço: uma para detectar a pureza específica (R$ 60,00) e outro contrato destinado ao serviço para identificar as relações de parentesco (pedigree) das matrizes (R$ 60,00).

O desenvolvimento das ferramentas para análise do tambaqui, com a liderança de Alexandre Caetano, ocorreu dentro Projeto BRSAQUA, que envolve mais de 20 unidades de pesquisa da Embrapa. 
O trabalho científico conta com financiamento do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Secretaria da Aquicultura e da Pesca (SAP), ligada ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) via Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de Amparo a Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) e da própria Embrapa.

Saiba mais sobre o TambaPlus.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink