Agronegócio

Produção em queda e mais um mês de alta do leite ao produtor

O preço médio do leite pago ao produtor subiu 4,4% no pagamento de junho, referente à produção entregue em maio.
Por:
672 acessos

O preço médio do leite pago ao produtor subiu 4,4% no pagamento de junho, referente à produção entregue em maio, segundo levantamento da Scot Consultoria.

Considerando a média nacional, o produtor recebeu R$1,108 por litro de leite. Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento é de 16,6%, em valores nominais.

A produção em queda e a concorrência entre os laticínios seguem como principais fatores de alta do preço do leite no mercado interno.

Segundo o Índice Scot Consultoria de Captação, na média nacional, a produção caiu 2,6% em junho deste ano, em relação a igual período do ano passado.

Em curto prazo espera-se aumento da produção no Sul do país e em Minas Gerais, mas os incrementos deverão ser mais comedidos este ano, em função dos menores investimentos e gastos por parte do produtor na atividade, além de questões climáticas.

Cabe destacar que o cenário do lado demanda ainda é de cautela em todo o país. Ou seja, a pressão de alta é em função da menor disponibilidade de matéria-prima no mercado interno e não por causa de uma demanda aquecida.

Para o pagamento de julho (produção de junho), 80% dos laticínios pesquisados acreditam em alta dos preços ao produtor e os 20% restantes falam em manutenção. 

A expectativa é de mercado firme em curto e médio prazos em todo o país.

Para saber mais sobre o mercado de leite, custos de produção, clima, preços dos lácteos no atacado e varejo e expectativas para a cadeia assine o Relatório de Mercado de Leite da Scot Consultoria. Mais informações em: https://www.scotconsultoria.com.br/loja/relatorios/59/relatorio-do-mercado-de-leite-da-scot-consultoria .

A Scot Consultoria também realiza palestras e treinamentos de mercado na área de pecuária de leite. Saiba mais em: https://www.scotconsultoria.com.br/servicos/11/palestras-cursos-aulas-e-treinamentos.htm .
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink