Produtividade de cenoura deve aumentar em Minas Gerais

Agronegócio

Produtividade de cenoura deve aumentar em Minas Gerais

Clima favorece produtividade e oferta aumenta em abril
Por:
2031 acessos
Com o clima favorável registrado desde março nas regiões mineiras de São Gotardo, Santa Juliana e Uberaba, as lavouras devem apresentar maior rendimento em abril. Assim, a oferta de cenoura mineira neste mês deve ser maior que a observada em março. O tempo seco e as temperaturas amenas no mês passado contribuíram para o bom desenvolvimento e a qualidade das raízes. Com o elevado volume de chuvas na segunda quinzena de março, houve alta incidência de “mela”, porém grande parte das roças que apresentavam problemas de nematóides já havia encerrado suas atividades.

Assim, a produtividade média das lavouras mineiras observada em março foi 14% maior que  registrada em fevereiro. Além disso, o descarte no beneficiamento, que em fevereiro era de 50%, baixou para 15% em março, com possibilidade de reduzir ainda mais em abril. Como resultado, as cotações, que tiveram média de R$ 22,00/cx “suja” de 29 kg em março, devem cair em abril.

Paraná intensifica colheita

Agricultores da região de Marilândia do Sul (PR) devem colher mais cenouras em abril. Isto
porque houve um intervalo de colheita em março, uma vez que muitos produtores interromperam o plantio por cerca de 20 dias em dezembro/10, quando os baixos preços e as chuvas inibiram os investimentos. Assim, em março, comerciantes paranaenses buscaram o produto nas regiões produtoras de Minas Gerais. Em abril, produtores devem voltar a colher cenouras com maior intensidade, com o objetivo de recuperar o intervalo na produção.

Segundo agentes, o volume esperado para ser colhido neste mês é de 29 t/ha. Assim como em
Minas Gerais, o aumento da oferta em Marilândia do Sul deve pressionar as cotações.

Produtividade reduzida em Goiás

A disponibilidade de cenoura em Cristalina (GO) esteve reduzida no correr de março, porque o descarte resultante dos problemas de qualidade diminuiu o volume disponível para comercialização. A menor oferta na região deve se estender até meados de abril. Além disso, as chuvas registradas em março dificultaram as atividades de campo, como plantio e pulverizações, o que diminuiu o rendimento das lavouras. Alguns produtores, inclusive, chegaram a registrar quebra de safra. Apesar da menor oferta, a colheita dos lotes com nematóides encerrou em março e as raízes devem apresentar melhor qualidade em abril.

Plantio de inverno começa em MG, GO e PR

As regiões produtoras de Minas Gerais, Goiás e Paraná devem começar o plantio da temporada de inverno de 2011 no final de março/início de abril. As chuvas ocorridas nas últimas semanas de março interferiram no planejamento de semeadura da safra, o que deve atrasar o plantio em cerca de 10 dias, em média, na região. Segundo a Somar Meteorologia, ao longo de abril, as precipitações podem reduzir gradualmente, e assim, as atividades de plantio devem ser regularizadas. Com relação à área de cultivo da safra de inverno deste ano, deve ficar praticamente estável em comparação com a verificada na temporada de 2010. Isso porque os preços ficaram baixos durante quase todo o segundo semestre do ano passado, desestimulando agricultores a realizar novos investimentos na cultura para este ano.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink