Produtor do RS ameaça fechar fronteira para o arroz

Agronegócio

Produtor do RS ameaça fechar fronteira para o arroz

Os produtores de arroz poderão fechar as fronteiras do Rio Grande do Sul com a Argentina e o Uruguai
Por:
1 acessos

Os produtores de arroz poderão fechar as fronteiras do Rio Grande do Sul com a Argentina e o Uruguai. Amanhã, o setor avalia medidas para sensibilizar o governo a tomar medidas que diminuam a entrada do produto do Mercosul e que elevem o preço no mercado interno.

Segundo o presidente da Federação dos Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Valter Pöetter, diante da demora do governo de executar alguma ação, pois o preço negociado no estado é de R$ 24 para um custo de R$ 30 a saca, os produtores pensam em fechar por tempo indeterminado as fronteiras - são nove postos fiscais no estado - impedindo a entrada do produto do Mercosul, que chega a preços mais competitivos. Até o momento, foram importadas mais de 100 mil toneladas do grão. A alternativa é pagar as dívidas entregando o produto a seus credores. Ou seja, deixar sacas em frente, por exemplo, ao Banco do Brasil.

Os produtores pedem que o governo lance contratos de opção privada para 1 milhão de toneladas de arroz e, ao mesmo tempo, execute ações que promovam a diminuição da importação. Entre as propostas do setor estão o estabelecimento de salvaguardas de 50,13% - em análise pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - e a taxação referente aos impostos pagos pelos brasileiros (de 13%).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink