Produtores argentinos vão voltar a reter grãos
CI
Agronegócio

Produtores argentinos vão voltar a reter grãos

Para negociar melhores preços e reivindicar melhores políticas
Por: -Leonardo Gottems

Depois de terem comercializado quase US$ 670 milhões na semana passada, os produtores argentinos devem parar de vender soja ou comercializar o mínimo possível. Os agricultores têm usado essa estratégia para tentar receber melhores preços pelos grãos ou reivindicar melhores políticas por parte do governo, afirma o
AgroSouth News.

Depois de fazer isso por boa parte do ano passado e no início deste ano, a comercialização de cereais bateu o recorde de US$ 3,3 bilhões em abril de 2014. Segundo a consultoria portenha Economía & Regiones, os produtores argentinos se antecipam a um esfriamento do mercado de soja, esperado para Junho a Setembro.


Outro fator importante é que o dólar deve ganhar ainda mais valor em relação à moeda local e beneficiar os exportadores. Ontem, o preço pago pela soja em Rosario foi de US$ 324,50/ton.
 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink