Produtores bolivianos pedem transgênicos resistentes à seca

POLÍTICA

Produtores bolivianos pedem transgênicos resistentes à seca

"É que os pequenos produtores não podem continuar semeando a perder"
Por: -Leonardo Gottems
136 acessos

Nos últimos anos, agricultores e associações agrícolas da Bolívia solicitaram com urgência que seu governo aprove novas culturas transgênicas para enfrentar pragas, ervas daninhas e secas no milho, algodão e cana-de-açúcar. Além disso eles querem também aprovar novas variedades de soja, já que estão plantando o mesmo evento comercial de tolerância a herbicidas desde que a soja transgênica foi aprovada em 2008 no país. 

Enquanto os ambientalistas da oposição exigem especificamente a não aprovação do novo evento de soja HB4 desenvolvido na Argentina para tolerar a seca, os pequenos produtores querem apenas produzir mais e gerar lucros para o país de forma sustentável, com base em sementes transgênicas produtivas. No caso da produção de soja, eles solicitam a introdução completa do novo evento HB4. 

De acordo com Isidoro Barrientos, presidente da Câmara de Pequenos Produtores do Oriente (Cappo), é precisa que o governo, através do Comité de Biossegurança, autorize novos eventos biotecnológicos para otimizar sua produção tão bem quanto a dos agricultores médios e grandes, que durante anos, no caso da soja, estão no bom caminho em transgênico. "É que os pequenos produtores não podem continuar semeando a perder. Nos últimos três anos, estamos errados com a soja. O que todos buscamos, como grandes produtores, é ter resultados favoráveis e precisamos de novas ferramentas e opções, por isso pedimos a implementação da biotecnologia e de sementes tolerantes à seca”, indica. 

Na voz dos agricultores, Corsino Durán, produtor de soja, sorgo e milho no município de Santa Rosa del Sara, ao norte de Santa Cruz, afirmou que “não é bom para nós produzir com sementes tradicionais, porque os custos são muito altos. Nós, como pequenos produtores, não temos que continuar sendo adiados, quando os grandes fazem isso. Como eles, todos queremos crescer e vencer”. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink