Produtores buscam pacote insumos de qualidade e com o melhor custo
CI
Agronegócio

Produtores buscam pacote insumos de qualidade e com o melhor custo

Produtor faz planos para compra de insumos para a safra de verão
Por:

Com as colheitas de milho e soja safrinha no fim, o produtor rural do Oeste de SC e Noroeste do RS iniciou o planejamento da compra de insumos para a próxima safra de verão. A busca agora é por um pacote de tecnologias com o melhor custo benefício. Na Cooper A1, o Plano Safra 2014/15 foi elaborado com cuidado e visão estratégica e está em andamento nas 18 lojas agropecuárias da cooperativa.

O presidente da Cooper A1, Elio Casarin, destaca que o Plano é mais um benefício da cooperativa para com o quadro social, e que o cooperado sabe a importância do planejamento e a compra antecipada de insumos.  “O quadro social é participativo e ciente que é necessário o uso das melhores tecnologias com os menores custos de produção, visando uma alta produtividade e bom retorno financeiro.”

Segundo Casarin, é importante que o cooperado passe nas unidades da Cooper A1 e converse com os técnicos e com os gerentes, buscando maiores informações e para fazer o melhor negócio: “o cooperado deve lembrar que a Cooper A1 é uma extensão de sua propriedade rural e que o sucesso de cada cooperado é o sucesso da cooperativa, por isso, vamos buscar sempre as melhores opções ao nosso quadro social.” O gerente das lojas agropecuárias da A1, Mário Grisotti, afirma que pacote de insumos disponível (sementes, defensivos e fertilizantes) busca proporcionar aos produtores o planejamento das culturas, com reserva e aquisição dos produtos necessários para a implantação da nova safra de verão, com produtos de qualidade e preços vantajosos.  

Estão em andamento três campanhas de defensivos das principais companhias as quais a cooperativa possui parceria Syngenta, Bayer e Monsanto. “Os produtores devem aproveitar os preços das campanhas, pois estão com preços bem competitivos,” alerta Grisotti. Na linha de fertilizantes, o grande diferencial da cooperativa para este ano foi a compra em volume, cerca de 45% em relação a 2013. “Desta forma, os produtores podem negociar na cooperativa os preços de custo da mercadoria já comprada, com a garantia de receber o produto na hora certa,” destaca Grisotti.

Fonte: Cooper A1

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink