Produtores da Argentina apostam no diálogo com o governo

Agronegócio

Produtores da Argentina apostam no diálogo com o governo

Os produtores querem evitar novas pressões impositivas sobre o setor
Por: -Redação
1 acessos

O presidente da Sociedade Rural Argentina, Luciano Miguens, assegurou que os dirigentes do campo pretendem ter um "diálogo melhor" este ano com o governo, para evitar que se "recorra ao mais fácil, que é aumentar a pressão impositiva" sobre o setor.

"Nosso desejo é ter um melhor diálogo com o governo. Isso é necessário porque optar pelo meio mais fácil é aumentar a pressão fiscal, prejudicando um setor que terá que produzir mais", sustentou o dirigente.

Miguens assinalou também que "é uma lástima que não possamos aproveitar a maior demanda mundial de produtos primários, principalmente a de carnes".

"O risco é que outros países ocupem o lugar que a Argentina deixa vazio no comércio mundial de carnes", lembrou o empresário.

O titular da Sociedade Rural considerou que durante o ano passado "não foi possível aproveitar a demanda mundial de produtos primários na sua verdadeira dimensão, porque nossa oferta não estava em condições de abastece-la".

De acordo com um informe elaborado pela Sociedade Rural, durante 2006 caiu em 33% o investimento em pecuária em relação ao ano anterior. Isso explica que os pecuaristas tenham desembolsdo US$ 300 milhões menos do que em 2005. As informações são do caderno agrícola E-campo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink