Produtores de feijão finalizam plantio no RS

Agronegócio

Produtores de feijão finalizam plantio no RS

O plantio está tecnicamente encerrado, já apresentando 6% da área colhida e em comercialização
Por:
4400 acessos

O plantio da 1ª safra de feijão no RS está tecnicamente encerrado, já apresentando 6% da área colhida e em comercialização vindos das áreas semeadas no cedo, no Médio Uruguai. Mesmo com as precipitações se mantendo aquém da média no Estado, elas vêm ocorrendo espaçadamente, dando condições de bom desenvolvimento à cultura do feijão nas suas zonas de produção, com menor intensidade na região Sul. Segundo o Informativo Conjuntural, elaborado pela Emater/RS-Ascar, nessa última região, que tradicionalmente semeia a leguminosa mais no tarde, o seu desenvolvimento é mais lento e algumas áreas destinadas à primeira safra deverão ser implantadas no próximo mês, quando inicia o plantio da safrinha. As produtividades das primeiras áreas vêm se apresentando entre 19 e 26 sacas por hectare, estando dentro das estimativas iniciais.

O arroz se desenvolve sem problemas em todas as regiões produtoras, com as barragens ainda apresentando bom volume armazenado e permitindo a irrigação da área cultivada. Mas, devido à falta de umidade durante o período de semeadura, a irrigação foi antecipada, o que acarretou aumento no consumo de água. Pelo mesmo motivo, algumas lavouras apresentam falhas de germinação, o que poderá acarretar consequências na produtividade final. Tentando evitar essas consequências, os produtores aproveitam as boas condições do tempo para intensificar a aplicação de nitrogênio em cobertura.

O milho foi bastante beneficiado com as recentes chuvas registradas nas principais áreas de produção. Isso porque 36% das lavouras estão entre os estágios de floração e enchimento de grãos, fases sensíveis à falta de umidade. Nas áreas recém-implantadas, o retorno da umidade proporcionou uma germinação mais rápida e homogênea. Nas lavouras em fase de desenvolvimento vegetativo, o período foi de combate a invasoras e aplicação de nitrogênio em cobertura. O percentual de área semeada chega a 82% nesta semana.

Assim como o milho, a soja também foi beneficiada pelas condições climáticas durante a última semana. O plantio da cultura alcançou o percentual de 86%, ficando à frente sete pontos em relação à semana passada. De maneira geral, apesar da irregularidade das chuvas, a maioria das lavouras se desenvolve de maneira satisfatória. Apenas naquelas localizadas em áreas mais a Sudoeste do Estado, são identificadas falhas de germinação e desenvolvimento irregular das plantas.

As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS-Ascar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink