Produtores de hortaliças discutem estratégias de exportação
CI
Imagem: Marcel Oliveira
ESTRATÉGIAS

Produtores de hortaliças discutem estratégias de exportação

Entidade apresentou o Agro Br, projeto que vai capacitar produtores brasileiros para a busca de mercados internacionais
Por:

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reuniu na quinta (5) produtores de hortaliças para discutir o potencial de exportações da cadeia produtiva e a internacionalização do agro brasileiro.

Na abertura do encontro, o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, fez uma apresentação sobre a atuação da entidade e afirmou que o setor precisa estar unido para definir as principais demandas.

“Para fazer um bom trabalho de representação, nós temos que trabalhar em conjunto e ouvir quais as prioridades e dificuldades dos produtores de hortaliças para acessar o comércio internacional”.

A superintendente de Relações Internacionais da Confederação, Lígia Dutra, falou sobre o Projeto Agro Br, uma parceria com a Apex-Brasil, que vai capacitar produtores rurais brasileiros na busca de mercados internacionais.

“A ideia é ajudar o produtor e o empresário rural a preparar sua produção para exportação, a identificar oportunidades e conquistar o mercado internacional. Esse projeto conta não só com a parte de capacitação do produtor, mas também de estudos de mercado e contatos com potenciais compradores”.

O presidente da Comissão Nacional de Flores e Hortaliças da CNA, Manoel Oliveira, explicou que existe uma barreira cultural na cadeia produtiva de produzir apenas para o mercado interno, que pode ser rompida com informações adequadas e inteligência de mercado.

“A gente tem que levar informação para o produtor, organizar os núcleos de produção, melhorar a gestão dentro da propriedade e, principalmente, romper as barreiras para que a cultura exportadora venha efetivamente acontecer”.

Para o produtor Eduardo Sekita, de São Gotardo (MG), a reunião foi uma oportunidade de entender o processo de internacionalização dos produtos agrícolas e conhecer quais são os mercados potenciais para as hortaliças.

Já o presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA e exportador de melão, Luiz Roberto Barcelos, deu seu depoimento sobre o processo de importação e a importância dos produtores se inserirem no mercado internacional.

“A partir do momento em que se decide produzir um produto de qualidade e com certificação, você passa a cumprir protocolos, que certamente diferenciarão a produção também para o mercado interno, tornando a propriedade cada vez mais competitiva”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.