Produtores debatem crise do arroz em Uruguaiana

Agronegócio

Produtores debatem crise do arroz em Uruguaiana

Arrozeiros se encontram na fronteira e participam de Audiência Pública
Por: -Joana
1002 acessos
Na busca de soluções para a crise da comercialização de arroz da safra 2010/2011 e problemas com o Mercosul, os arrozeiros do Rio Grande do Sul uniram-se e criaram o movimento “Te Mexe Arrozeiro”. Esta junção, aliada a Comissão de Agricultura da Assembléia Legislativa do estado e a Câmara de Vereadores de Uruguaiana, promoverá na próxima terça-feira, 17, a concentração de aproximadamente seis mil produtores de arroz em uma grande Audiência Pública, no Parque Agrícola e Pastoril e na Praça Barão do Rio Branco, ambos em Uruguaiana.
 
O encontro tem como objetivo principal o atendimento aos pleitos do setor arrozeiro gaúcho por parte dos governos estadual e federal. As reivindicações da categoria são pela suspensão das importações de arroz do Mercosul por 180 dias, por uma prorrogação das dívidas até 31 de outubro e uma solução para os endividamentos, pelo escoamento da produção excedente, e pela criação de um preço meta. Outra questão que deverá ser debatida é a equalização do ICMS do arroz entre os estados brasileiros.

Atualmente a comercialização da saca de 50 quilos de arroz está sendo feita ao preço de R$18,00 ou R$ 19,00, sendo que os custos de produção são muito superiores a esses valores. A luta do movimento “Te Mexe Arrozeiro” é também para que os produtores gaúchos consigam receber pelo menos o valor mínimo fixado pelo governo federal, que é de R$ 25,80.

De acordo com os produtores as promessas do governo até agora não foram cumpridas. Diante da aparente falta de compromisso das autoridades, os arrozeiros estão se unindo e lutando por melhores condições de venda do seu produto.
As informações são de assessoria de imprensa


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink