Produtores orgânicos do Piauí recebem certificação

Agronegócio

Produtores orgânicos do Piauí recebem certificação

Cultivo cresce e produtores ganham visibilidade
Por:
1741 acessos
Cultivo cresce e produtores ganham visibilidade

Teresina - Serão entregues no próximo dia 30 os certificados que classificam os produtos do Território Entre Rios, no Piauí, como orgânicos. A solenidade acontecerá a partir das 8h30, no auditório do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, em Teresina. Serão beneficiados com a certificação mais de cem produtores do Piauí, nos municípios de São Gonçalo do Piauí, Regeneração, Amarante e José de Freitas.


O Sebrae auxiliou os produtores no processo de cadastramento junto ao Ministério da Agricultura, órgão responsável por certificar os organismos de controle social como organismos de venda direta, o que permite a comercialização direta dos produtos orgânicos do território.

Através do Projeto Desenvolvimento da Horticultura no Território Entre Rios, desenvolvido pelo Sebrae no Piauí, os produtores tiveram acesso a técnicas especiais de produção orgânica. O projeto, que teve início em março, teve como objetivo melhorar o processo produtivo no território e aumentar a renda dos envolvidos com a atividade.


“As principais vantagens da certificação para os horticultores é a divulgação das hortas no site do Ministério da Agricultura, a chamada rastreabilidade. O consumidor terá acesso, através do site, às organizações de controle social que produzem orgânicos no Piauí”, afirma o gestor do projeto, Robson Antônio Santos.

Por conta do custo elevado para certificação de produtos orgânicos, é necessário que os agricultores familiares se organizem em grupos ou associações, as chamadas organizações de controle social, para efetivar o processo de venda direta.

A venda direta, realizada entre o produtor e o consumidor final, sem intermediários, estabelece preços mais justos e demonstra a preocupação com a produção dos alimentos que, no caso dos orgânicos, leva em conta o respeito ao meio ambiente e à saúde do homem.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink