Produtores participam de Dia de Campo sobre Leite

Agronegócio

Produtores participam de Dia de Campo sobre Leite

Família se dedica à produção de leite para o consumo e ao cultivo de fumo
Por:
881 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A jovem Marta Gisele Züge Grellert, da localidade de Butiá, município de Cristal, veio acompanhada da mãe Onilda para o Dia de Campo em Produção Leiteira, realizado no Centro de Treinamento de Agricultores de Montenegro (CETAM), nesta quarta-feira (13/08). 

A família se dedica à produção de leite para o consumo e ao cultivo de fumo. “Mas eu também tenho uma horta e o que sobra vendo para a merenda escolar. Eu e minha vizinha também estamos fazendo pães, cucas e bolachas para as escolas”, explica a mãe, justificando que a família se dedica há várias atividades porque tem que ter diversificação. “Não dá para investir em uma só coisa”, alerta a agricultora. 

Os Züge Grellert também busca qualificação na área do leite há anos. O marido fez há três anos o curso de inseminação artificial e agora chegou a vez da esposa fazer o de melhoramento genético ofertado no Centro de Treinamento. 

A produtora de São Sebastião do Caí, Ilce Leite, acompanhava com atenção as explicações repassadas e anotava tudo para repassar para os outros integrantes da família que não puderam estar na atividade. “Meu sonho é montar uma agroindústria de queijo, eu tenho só umas vaquinhas e quero melhorar a produção porque gosto muito de trabalhar com leite”, explica a agricultora que também pretende fazer o curso de laticínio artesanal, que é oferecido no CETAM, para se qualificar. 

Gostar da atividade é importante para ter bons resultados, ressaltaram os extensionistas da Emater/RS-Ascar, Evandro Carlos Knob e Cassiano Stefanello, na estação que tratou sobre a gestão e a viabilidade econômica da atividade. “É preciso amor: alimentação, manejo e organização para ter um bom retorno”, afirmou Stefanello. 

Além da estação sobre gestão e viabilidade econômica, quem participou do Dia de Campo recebeu informações sobre os cursos oferecidos no CETAM, instalações e qualidade do leite; pastoreio racional, irrigação; da terneira à novilha, melhoramento genético, nutrição e manejo das pastagens. 

Mais de 600 pessoas participaram do evento por meio de visitação em grupo, provenientes de São Sebastião do Caí, Guaíba, Dois Irmãos, Presidente Lucena, Eldorado do Sul, Capela de Santana, Harmonia, Teutônia, Nova Santa Rita, Parobé, Barão do Triunfo, Alpestre, São Vendelino, Santo Antônio da Patrulha, Viamão, Glorinha, Gravataí, Sapiranga, Araricá, Novo Hamburgo, Taquara, Rolante, Riozinho, Três Coroas, Nova Hartz, Taquari, São Jerônimo, Montenegro, Igrejinha, Santa Maria do Herval, Lajeado, Brochier, Pareci Novo, Feliz, Barra do Ribeiro, Alto Feliz, Linha Nova, Barão, Butiá, Minas do Leão, Canoas, Arroio dos Ratos, Morro Reuter, São José do Hortêncio, Maratá, Bom Princípio e Cristal. 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink