Programas do SENAR-MT visam preparar lideranças para o setor agropecuário

Agronegócio

Programas do SENAR-MT visam preparar lideranças para o setor agropecuário

O programa atende crianças de sete a 12 anos e tem como objetivo mostrar o dia a dia de uma propriedade rural para as crianças que vivem nas cidades de MT
Por:
349 acessos

Despertar o perfil de liderança e preparar líderes para atuar no desenvolvimento do agronegócio no estado é um dos focos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), que oferece em seu portfólio diversos programas especiais voltados para a formação de líderes, como o Filhos no Campo, Jovens Protagonistas Rurais, Mulheres Empreendedoras Rurais, Academia de Liderança, entre outros.

O Filhos no Campo é um dos sucessos do SENAR-MT. O programa atende crianças de sete a 12 anos e tem como objetivo mostrar o dia a dia de uma propriedade rural para as crianças que vivem nas cidades de Mato Grosso. A ideia é demonstrar de onde vem o leite, os ovos, as frutas e os legumes. 

Já para os jovens de 18 a 24 anos, o SENAR-MT tem o Futuros Produtores do Brasil, que é realizado em parceria com a Famato. Neste programa, o foco são os filhos de produtores rurais e empresários atuantes no agronegócio mato-grossense. A ideia é despertar interesses e aumentar as possibilidades de realização profissional e pessoal dentro do setor.

Ao completar 24 anos, a pessoa pode ingressar no CNA Jovem, que é realizado pelo SENAR Central e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A etapa estadual é conduzida pelo SENAR-MT. Voltado para brasileiros com espírito de liderança, com idade entre 22 e 30 anos, o programa prepara jovens do meio rural para impulsionar ainda mais o setor agropecuário.

Outro programa oferecido é o Sucessão Familiar. A idade mínima para participar é 16 anos. Neste programa participam fundadores e sucessores de empresas familiares rurais. O curso é dividido em oito módulos, que abordam o processo sucessório para o crescimento, desenvolvimento, longevidade e sucesso nas empresas familiares do agronegócio.

Para quem deseja continuar se qualificando e se capacitando depois dos 30 anos, a opção é a Academia de Liderança. Este é um programa que, além do conteúdo teórico que inclui assuntos como Sistema Sindical, liderança situacional no agronegócio e vários outros, os integrantes ainda tem a oportunidade de conhecer como funcionam órgãos como o Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas, Poder Judiciário e Executivo Estadual.

Além disso, também fazem uma viagem a Brasília para conhecerem como funcionam vários órgãos e entidades que dão suporte ao setor agropecuário de Mato Grosso, como o Sistema Confederação Nacional da Agricultura (CNA), o Sistema FAMATO/SENAR, a Aprosoja Brasil e o Instituto Pensar Agro (IPA). Os participantes ainda recebem informações sobre a estrutura e a atuação do Ministério da Agricultura, do Congresso Nacional e da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Novidades -? Neste ano, o SENAR-MT lançou dois novos programas voltados para a liderança: o Jovens Protagonistas Rurais visa despertar nos jovens de comunidades rurais o perfil transformador e protagonista, por meio de novas ferramentas de criatividade, ampliando os propósitos de vida e perspectivas de futuro dentro do agronegócio. Oito turmas já estão em andamento em escolas públicas de Cuiabá. O programa tem carga horária de 80 horas, divididas em 20 módulos de quatro horas cada. Esta primeira etapa segue até o mês de dezembro.

Voltado para capacitar mulheres na gestão de negócios agropecuários com enfoque em empreendedorismo o programa "Mulheres Empreendedoras Rurais", foi criado este ano. Até o mês de novembro, sete turmas já foram realizadas. O programa é destinado a mulheres acima de 16 anos, com escolaridade mínima 5° ano do ensino fundamental. São 20 vagas por turma e cinco módulos de oito horas cada, totalizando 40 horas: empreendedorismo e diagnóstico da propriedade; gestão financeira; planejamento do negócio e legislação e liderança.

O superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio, explica que este olhar para a formação de lideranças no setor agropecuário é fundamental para que o setor continue se desenvolvendo em Mato Grosso. "Um dos fatores que fizeram o agro mato-grossense ser o que é hoje, referência mundial, é o fato de termos lideranças atuantes e precisamos continuar despertando e formando estas lideranças para o futuro".


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink