Projeto Balde Cheio será assinado em Agudo/RS

Agronegócio

Projeto Balde Cheio será assinado em Agudo/RS

A metodologia busca promover o crescimento da pecuária leiteira nas pequenas propriedades
Por:
1868 acessos

Agregado ao Programa Municipal de Incentivo à Bovinocultura de Leite (Pró-Leite), existente desde 2007 em Agudo, na região Central do Rio Grande do Sul, será lançado nesta sexta-feira (21) o projeto local do Balde Cheio. A metodologia, pesquisada pela Embrapa Pecuária Sudeste desde 1998, busca promover o crescimento da pecuária leiteira nas pequenas propriedades rurais em todo o país.

O evento é realizado pela Emater/RS-Ascar e Prefeitura, com apoio da Câmara de Vereadores, Fetag, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato Rural, Cooperagudo, DRS/Banco do Brasil, Sicredi, Banrisul, Koch Milk, ACI e Indústria Bom Gosto. “Acredito ser um marco na história da pecuária leiteira do município, tendo em vista que o Balde Cheio vai auxiliar bastante na mudança e na conversão em muitas propriedades de fumo”, afirma o extensionista do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Agudo, Francisco Alberto Traesel. O Projeto é desenvolvido pela Embrapa e coordenado, no Estado, pela Emater/RS-Ascar.

O lançamento ocorrerá no auditório da Câmara, a partir das 9h, com a presença do supervisor regional da Emater/RS-Ascar, Jorge André Dorneles Zacarias, do prefeito de Agudo, Ari Alves da Anunciação, do extensionista Francisco Traesel e do técnico da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente (Seagrima), Daniel Roos, e da Cooperideal, Juliano Alarcon Fabrício, além do coordenador estadual do Balde Cheio pela Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli.

Na sexta-feira, Fabrício apresenta os resultados atualizados do Projeto, no Brasil e no Rio Grande do Sul, a partir das 10h. Participam técnicos, agricultores e representantes de instituições do setor dos municípios de Paraíso do Sul, Restinga Seca, Faxinal do Soturno, São João do Polêsine e Nova Palma.

A Cooperideal, de Londrina (PR), que operacionaliza o Balde Cheio, prevê a aplicação de uma metodologia inovadora, onde uma propriedade leiteira de agricultores familiares é utilizada como “sala de aula prática”, com a finalidade de atualizar e praticar os conhecimentos de todos os envolvidos e, ao mesmo tempo, servir como referência de viabilidade técnica, econômica, social e ambiental na produção do leite.

A unidade de referência tecnológica do Balde Cheio em Agudo será implantada na localidade de Morro Pelado, da família Ropke. “O perfil do proprietário, Guiomar Ropke, corresponde muito bem ao público-alvo do trabalho, que são as propriedades de pequeno porte, que tenham como principal fonte de renda a atividade leiteira e o foco na sucessão da propriedade com a motivação dos jovens para a continuidade da produção leiteira”, analisa o extensionista Francisco Traesel. “Através dessa propriedade é possível reciclar e capacitar técnicos e agricultores envolvidos com a atividade leiteira”, acrescenta o técnico.

A agenda do leite da família Ropke deverá crescer em 2011, segundo Traesel. “No primeiro ano são feitos o diagnóstico da atividade, o gerenciamento e a capacitação do produtor, buscando ampliar sua autoestima e apontando com firmeza o caminho”, diz Traesel. Os Ropke deverão priorizar capacitações na alimentação, gerenciamento, organização, meio ambiente e sustentabilidade. “O agricultor utilizará várias planilhas de controles climáticos, econômicos e zootécnicos. Também serão efetuadas amostra e análise de solo, exames sanitários no rebanho e demais acompanhamentos”, afirma o técnico da Emater/RS-Ascar.

Em 2010 foi criado um Comitê Gestor do Projeto Balde Cheio no RS, que conta com a participação da Seapa, Emater/RS-Ascar, Embrapa Pecuária Sudeste, Fetag/RS, Famurs, DRS/Banco do Brasil, Sindilat, Consema, BRF Brasil Foods e Cooperideal.

Durante o evento em Agudo, os produtores aptos do Proleite vão participar de um sorteio de três novilhas prenhes da raça Jersey, numa iniciativa realizada anualmente pelo Programa para motivar os participantes.

As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS-Ascar – Escritório Regional de Santa Maria.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink