Projeto Campo Futuro levanta custos de produção de café no Espírito Santo
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,126 (0,05%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,05%)

Imagem: Sheila Flores

CAFÉ

Projeto Campo Futuro levanta custos de produção de café no Espírito Santo

CNA e da UFLA realizaram um levantamento de custos de produção do café conilon no município de Jaguaré
Por:
132 acessos

Técnicos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Universidade Federal de Lavras (UFLA) realizaram, na segunda (6), um levantamento de custos de produção do café conilon no município de Jaguaré, no Espírito Santo. A coleta de dados faz parte do Projeto Campo Futuro.

O encontro foi realizado por videoconferência, medida de segurança para evitar o contágio do coronavírus (Covid-19) e contou com a participação de produtores rurais, além do apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Espírito Santo (Faese) e do Sindicato Rural de Jaguaré.

Dados preliminares do painel apontaram uma propriedade modal com área produtiva de 20 hectares, irrigada e semimecanizada. A produtividade média da região, nos últimos 4 anos, é de 65 sacas de café por hectare.

Durante o levantamento, foi constatado o aumento dos custos com irrigação e insumos em relação ao ano passado. Na última safra os insumos tiveram participação de 30% no Custo Operacional Efetivo (COE) e neste ano o percentual subiu para 35%.  

De acordo com a assessora técnica da CNA, Raquel Miranda, apesar dos maiores gastos com insumos, a valorização da saca do café conilon foi superior ao aumento dos custos. “Na safra anterior a saca de 60 quilos do tipo 7/8 foi negociada a R$ 250,00. Já na safra atual, o café da mesma qualidade é negociado a R$ 312,00, consequência do fortalecimento da taxa de câmbio frente ao real”.

Segundo Miranda, os dados preliminares indicam que o produtor obteve margem positiva no curto prazo. Entretanto, no longo prazo, ele ainda não consegue cobrir os custos com oportunidade de uso da terra e de capital.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink