Projeto de agricultura familiar sustentável será levado ao continente africano

Agronegócio

Projeto de agricultura familiar sustentável será levado ao continente africano

Pais será apresentado durante o Fórum Social Mundial no começo de fevereiro em Dakar, no Senegal
Por: - Karla Lucena
1176 acessos
Pais será apresentado durante o Fórum Social Mundial no começo de fevereiro em Dakar, no Senegal

Brasília - Implantado no Brasil desde 2005, o projeto Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais) se prepara para ultrapassar as fronteiras brasileiras. A iniciativa, que capacita pequenos agriocultores para o gerenciamento de suas propriedades e incentiva o cultivo de produtos orgânicos, vai ser apresentado durante a 11ª edição do Fórum Social Mundial (FSM) que acontece em Dakar, no Senegal, entre 6 e 11 de fevereiro.

A apresentação foi confirmada nesta terça-feira (11), durante reunião, na Embaixada de Senegal, em Brasília, entre o embaixador senegalês o Brasil, El Hadji Abdoul Aziz Ndiaye, o presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit, o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo – Agroindústria (UAGRO) do Sebrae, Paulo Alvim, o senegalês Aly Ndiaye, idealizador do projeto, e Moustapha Ndour, segundo conselheiro e responsável pela área de negócios da embaixada senegalesa.

Na próxima semana uma equipe de técnicos do Sebrae que atuam na implementação do projeto no Brasil viaja para Dakar para montar a estrutura do Pais na Universidade Cheikh Anta Diop, onde será realizado o Fórum. Durante os seis dias do evento, os técnicos vão explicar a metodologia utilizada no projeto.

Paralelamente, vão ser articuladas reuniões com entidade locais com o objetivo de firmar parcerias para a implementação da iniciativa no Senegal. A expectativa dos representantes brasileiros é que ainda este ano o país adote o projeto. De acordo com Paulo Alvim, os resultados positivos alcançados no Brasil podem ser replicados no país africano, onde as características climáticas são parecidas.

“Aqui no Brasil o projeto já representa uma importante fonte de renda para os beneficiários. A ideia é alcançar esses frutos também internacionalmente”, afirmou Paulo Alvim.

Veja a Cartilha do Pais
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink