Projeto de condomínios sustentáveis terá investimento de R$ 2,8 mi
CI
Agronegócio

Projeto de condomínios sustentáveis terá investimento de R$ 2,8 mi

Criação de peixe em tanque-rede promove uso racional dos recursos hídricos na produção pesqueira
Por:
Criação de peixe em tanque-rede promove uso racional dos recursos hídricos na produção pesqueira

Novos sistemas de condomínios sustentáveis para criação de peixes em tanque-rede serão implantados, por meio do projeto Pescando Renda, nos municípios de Governador Mangabeira, Conceição da Feira, Boa Vista do Tupim, Itaetê e Antônio Gonçalves. Desenvolvido pelo Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), o projeto terá investimento de mais R$ 2,8 milhões, oriundos da parceria entre o governo baiano e o Ministério da Pesca e Aquicultura.


A iniciativa objetiva o desenvolvimento sustentável da piscicultura, proporcionando inclusão socioprodutiva, geração de renda e segurança alimentar das famílias envolvidas. O secretário de Desenvolvimento Social, Carlos Brasileiro, destacou que o projeto pretende promover o aproveitamento racional dos recursos hídricos para a produção de pescado em sistema associativista.

"É um modelo de empreendimento solidário, que permite a inclusão de novos beneficiários, tornando a associação autossustentável economicamente", informou o secretário. Segundo ele, a sustentabilidade do Pescando Renda está assegurada a partir da criação, pela Sedes, do Fundo de Inclusão Social do Condomínio (FIS).


Projeto modelo – Para Brasileiro, por meio do FIS, cada beneficiário pode contribuir com percentagem da sua produção, proporcionando autonomia econômica da entidade representativa dos participantes do condomínio, além de estimular outras famílias a entrarem no sistema produtivo.

Cada um contribui com 10% da produção para que o condomínio adquira novos kits, e inclua mais beneficiários, ou adquira outros equipamentos necessários à cadeia produtiva.

Assistência técnica – Em cada condomínio implantado, os integrantes serão capacitados e terão assistência técnica nos projetos. Serão fornecidos tanques-rede, barcos com motor, canoas de fibra, balsas, 936 mil peixes alevinos, berçários, boias, entre outros equipamentos e insumos. No município de Araci, no norte do estado, o projeto, implantado e desenvolvido pela Associação de Pescadores de Poço Grande, é considerado modelo e beneficia dezenas de famílias.


Segundo o coordenador do Pescando Renda, Geraldo Aquino, a partir do projeto em Araci, houve repercussão econômica positiva, possibilitando nova opção produtiva para as comunidades, com reflexo na geração de empregos, aumento de renda, maximização dos recursos naturais, maior oferta de pescado, além de atrair outros investimentos comerciais inerentes à cadeia produtiva do pescado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.