Projeto incentiva floricultura como diversificação
CI
Imagem: Divulgação
RENDA

Projeto incentiva floricultura como diversificação

Iniciativa percorre o Brasil desde 2018 e divulga a atividade como alternativa
Por: -Eliza Maliszewski

Um projeto de extensão promovido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) do Rio Grande do Sul, percorre o Brasil desde 2018 para divulgar a floricultura como alternativa de renda e de diversificação de culturas para agricultores familiares.

A iniciativa é executada por integrantes de uma equipe multidisciplina chamada PhenoGlad da UFSM (campi sede e Frederico Westphalen) e por extensionistas da Emater/RS e orienta a produção de gladíolos. Na sexta fase do projeto, realizada entre julho e dezembro de 2020, foi obtida a maior produção das flores de todas as etapas, com colheita recorde de 11,4 mil hastes florais.

A produção normalmente recebe acompanhamento técnico presencial em relação a questões de manejo como adubação, tutoramento e colheita mas em função da pandemia, ocorreram de forma on-line. Os produtores podem adequar os cuidados com os gladíolos conforme suas atividades com outras culturas e depois fazer renda com a venda das flores. Nesta edição também foi introduzida uma nova variedade de flor de corte em algumas das lavouras participantes no Rio Grande do Sul. A espécie plantada foi a statice (Limonium sinuatum Mill. (L.)), devido ao fácil manejo, baixo custo de produção, rusticidade e longa duração pós-colheita. Nos seis municípios gaúchos que plantaram a variedade foram colhidas 18 mil hastes florais.

O professor Nereu Streck destaca que o projeto já trabalha fortemente em nível nacional e com parcerias internacionais para trazer cada vez mais novidades aos produtores brasileiros de flores. “Já introduzimos a statice na sexta fase do projeto e teremos novas espécies de flores de corte na sétima e oitava fases, que acontecem no primeiro e no segundo semestres de 2021, respectivamente”, afirma.

Nesta sexta fase participaram 19 municípios do Rio Grande do Sul, dois de Santa Catarina, três do Paraná e um de Pernambuco.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink