Pronaf investimento cresce 429% no Rio Grande do Sul
CI
Agronegócio

Pronaf investimento cresce 429% no Rio Grande do Sul

Neste ano, são 14.238 contratos, totalizando R$ 108 milhões, contra 2.690 contratos de 2007 - cerca de R$ 42 milhões
Por:

O acesso aos créditos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) no Rio Grande do Sul cresceu, em 2008, 429% nas operações de investimento nos meses de julho a setembro. A comparação foi com o mesmo período de 2007. Neste ano, são 14.238 contratos, totalizando R$ 108 milhões, contra 2.690 contratos de 2007 - cerca de R$ 42 milhões.

“Os dados indicam que os agricultores familiares estão plantando mais. Isso significa que no próximo ano teremos mais produtos nas prateleiras, e a preços mais baixos. Essa é a maneira mais eficaz de enfrentar qualquer crise”, afirma o ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel.

Neste ano, o Ministério do Desenvolvimento Agrário reforçou sua política agrícola com o lançamento do Plano Safra Mais Alimentos 2008/2009. Para todo o País, o Plano destina R$ 13 bilhões para financiamentos do Pronaf, sendo 2,6 bilhões somente para o Rio Grande do Sul. Uma das novidades desse plano agrícola é a linha de crédito Mais Alimentos, criada para financiar a reestruturação produtiva das propriedades familiares.

O limite de crédito dessa linha é de até R$ 100 mil por agricultor familiar, O prazo de pagamento é de até 10 anos, com carência máxima de três anos e juros de 2% ao ano. Com esse recurso, é possível investir em máquinas e equipamentos, corrigir o solo, fazer irrigação, plasticultura, construir silos para armazenagem, formar pomares, sistemas agroflorestais e, também, fazer a melhoria genética do rebanho, entre outras utilizações.

“A agricultura familiar responde hoje por 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros e por 10% do Produto Interno Bruto do País. Por meio dessa reestruturação produtiva, da ampliação dos serviços de assistência técnica e da aceleração do acesso ao conhecimento proporcionado por esse Plano Safra, poderemos aumentar a produtividade e a renda no campo, além de ofertar comida de qualidade para os brasileiros”, ressaltou o ministro.

Crescimento também no custeio

Nas operações de custeio, os agricultores familiares gaúchos também acessaram mais os recursos do Pronaf. Neste ano, foram aproximadamente R$ 788 milhões, por meio de 144 mil contratos. No período de julho a setembro de 2007, a marca atingida foi de 141 mil contratos, somando R$ 642 milhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.