Protótipo de usina de biodiesel é instalado em Naviraí (MS)

Agronegócio

Protótipo de usina de biodiesel é instalado em Naviraí (MS)

A planta-piloto já está funcionando e produzindo, a partir do girassol, com capacidade instalada de produção de 600 litros a cada 10 horas
Por:
278 acessos

Um protótipo de uma usina de biodiesel foi instalado nesta semana pela Petrobio – Indústria e Comércio de Equipamentos para Biodiesel Limitada, em uma das unidades da Copasul, na saída de Naviraí para o Porto Caiuá, em uma parceria com a Ferticampo (de Dourados), representante da Petrobio em Mato Grosso do Sul. O diretor-executivo da empresa, Fabrício Covas, que trabalha também como engenheiro-químico da empresa de Piracicaba-SP, disse que a planta-piloto já está funcionando e produzindo, a partir do girassol, com capacidade instalada de produção de 600 litros a cada 10 horas. Segundo Fabrício, a intenção é mostrar aos cooperados da Copasul, e a todos os interessados de Naviraí e região, a viabilidade econômica da produção de biodiesel com a utilização da farta matéria-prima regional, como o óleo de girassol, de soja, mamona, ou da gordura animal.

Ao falar das separações de fase feitas pelo protótipo, Covas resumiu que é possível agregar valor, durante o beneficiamento, com isso, separar a glicerina (que tem alto valor comercial fixado em dólar), o biodiesel e ainda aproveitar o farelo. "Portanto, não há desperdício de nada. Tudo é aproveitado, sendo que é obtido um produto final da melhor qualidade e, sobretudo, sem impactos ambientais, comum para se obter o mesmo produto no sistema de beneficiamento e produção convencionais".

Uma fabriqueta de biodiesel da Petrobio, com capacidade para produção de aproximadamente 10 mil litros/dia de biodiesel está orçada em R$ 320 mil. "Estamos prontos para atender à demanda que o cliente apresentar. A Petrobio está pronta para atender aos requisitos de empreendimentos no ramo de biodiesel de qualquer porte e em qualquer lugar do Brasil e do mundo, mantendo inclusive presença nos EUA, Panamá, Portugal, Holanda e Alemanha", garantiu o industrial.

Fabrício Covas informou que a Petrobio projeta e implanta plantas de biodiesel em empreendimentos para atender desde o pequeno agricultor, que quer ficar menos dependente do petróleo e ter uma renda maior com a venda para distribuidoras, até o grande produtor e/ou empreendedor que deseja se tornar uma grande "player" no jogo dos combustíveis no Brasil. "Podemos viabilizar seu negócio neste mercado e fazer com que a coisa toda flua da maneira mais suave possível, economizando tempo, dinheiro e aborrecimentos. Fazemos negócios para nossos clientes fazerem negócios", destacou o diretor da Petrobio.

Fabrício disse que a Petrobio possui o único processo comercialmente viável e tecnicamente correto para a produção de biodiesel tanto com etanol quanto com metanol no mundo, além de ter o custo mundialmente imbatível em suas usinas. As usinas construídas pela Petrobio Biodiesel não exigem metanol ou etanol de alta pureza. Todas elas trabalham com etanol e/ou metanol anidros comerciais, sendo verdadeiras usinas de biodiesel flex (ao contrário das exigências de metanol e etanol de alta pureza de outros fabricantes no mercado).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink