Queda na safra de algodão em MT é compensada com aumento de preço
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Queda na safra de algodão em MT é compensada com aumento de preço

A arroba de 15 quilos está sendo comercializada a R$ 70,00
Por:
2236 acessos

O presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Gilson Ferrúcio Pinesso, atribuiu à acentuada estiagem no Estado, no final de março e durante o mês de abril, como o principal fator para a queda na produtividade da safra 2009/2010. “Quando tudo indicava que seria maravilhoso, fomos surpreendidos com a falta de chuvas”, frisou Gilson Pinesso. Nas contas dele, de acordo com os dados apontados pela Ampa, a quebra deve atingir entre 22 e 25% da produtividade de algodão.

Apesar desse resultado, Gilson Pinesso disse que o setor, em parte, está sendo compensado com a reação dos preços no mercado. A arroba de 15 quilos que seria vendida em torno de R$ 42 e 45,00 está sendo comercializada a R$ 70,00. “Isso anima os cotonicultores e dá, pelo menos, para equilibrar os prejuízos”, destacou.

O presidente da Ampa acredita que a próxima safra (2010/2011) terá aumento expressivo de área plantada e, consequentemente, de produção. “É lógico que tudo vai depender das chuvas”, diz, assinalando que o termômetro para uma colheita favorável será a chegada de chuvas no final de setembro, quando inicia o plantio de soja. “Nossa expectativa é plantar soja mais cedo para em seguida plantar algodão na segunda safra, que é onde começamos a contabilizar a nossa maior escala de produção”, explicou.

Gilson Pinesso acredita, com base nos levantamentos da Ampa, que os cotonicultores de Mato Grosso irão plantar no mínimo entre 500 e 530 mil hectares de algodão na próxima safra. Na safra 2009/2010 foram plantados cerca de 428 mil hectares. Ele confia também que a tecnologia do algodão adensado crescerá na safra 2010/2011. “Muitos produtores, depois dos resultados conquistados, irão investir nesse sistema”, assegura o presidente da Ampa, informando que nesta safra foram plantados 51.290 hectares. “A tendência é de aumentar, uma vez que essa tecnologia, utilizada há anos nos Estados Unidos e Argentina, reduz custo de produção”, finalizou

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink