Queda no preço da carne de porco faz criador gaúcho pensar em reduzir plantel

Agronegócio

Queda no preço da carne de porco faz criador gaúcho pensar em reduzir plantel

De acordo com a ABIPECS, hoje o preço médio para exportação é 33% menor que em julho do ano passado
Por:
262 acessos

O Brasil fechou o primeiro semestre deste ano com aumento nas exportações de carne suína. Em volume, o crescimento foi de 6% em relação ao mesmo período do ano passado. Só que os preços caíram. E os reflexos podem ser sentidos no país. No Rio Grande do Sul, já tem criador pensando em reduzir o plantel.

O seu Roque Avrella cria 350 porcos e dois mil leitões no interior de Santa Rosa, no noroeste gaúcho, a 534 quilômetros de Porto Alegre. Durante o ano de 2008, no Rio Grande do Sul, o quilo da carne de porco foi negociado por uma média de R$ 3,00. Neste ano, o valor está em cerca de R$ 1,80 o quilo.

"Infelizmente, se não houver mudança imediata eu penso em sair da atividade”, disse seu Roque.

Para a Martin Riordan, vice-presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul, a alternativa é diminuir a criação para retomar os lucros.

"A suínocultura regional está em crise devido aos baixos preços dos suínos, que geram prejuízos altos. Se o suíno gera prejuízos, a suinocultura para de ser opção e cada um vai ter procurar se virar”, falou Riordan.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de carne suína, hoje o preço médio para exportação é 33% menor que em julho do ano passado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink