Queimadas ilegais no Pará
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,112 (0,05%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)


Agronegócio

Queimadas ilegais no Pará

Proprietários rurais são multados em R$ 726 mil por causar incêndios
Por:
712 acessos
Proprietários rurais são multados em R$ 726 mil por causar incêndios

Sete proprietários rurais – que juntos queimaram ilegalmente 724,91 hectares de pastos e florestas em regeneração nas cidades de Novo Progresso e Altamira, no Pará –, foram multados pelo Ibama. O valor é de R$ 726 mil. Nenhum deles tinha autorização ambiental para colocar fogo nas propriedades. As áreas ainda foram embargadas pelo órgão federal (porque houve crime ambiental).

Segundo o Ibama, a queimada só pode ser feita de forma controlada se houver autorização. Mesmo assim, ela nunca deve ser feita nesta época do ano, uma vez que o tempo seco e os ventos muito fortes fazem com que qualquer queima se descontrole e vire incêndio, agravando a situação.

Os produtores rurais devem esperar o tempo melhorar para realizarem as queimas autorizadas. Além do embargo, o valor da multa por incêndio irregular é de R$ 1 mil por hectare em área de pasto ou R$ 5 mil em áreas de conservação ou protegidas (reserva legal ou área de proteção permanente).

Todos os focos de calor hoje são georreferenciados pelo órgão federal. Existem hoje mais de 600 fiscais nas áreas onde há focos de incêndio para aplicar as sanções.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink