Quirera de arroz e bandinha de feijão diminuem perdas de produção no campo

Imagem: Pixabay

AGRICULTURA

Quirera de arroz e bandinha de feijão diminuem perdas de produção no campo

O bolo de feijão preto é uma das possibilidade do aproveitamento da quirera do arroz e bandinha do feijão
Por:
277 acessos

Nos sistemas de produção do arroz e do feijão parte do desperdício se dá na colheita, com a quebra de grãos inteiros causados por diversos fatores que vêm, em parte, quando são colhidos os grãos; a armazenagem e o transporte completam este quadro que envolve, ainda questões de logísticas.  .

Em levantamento realizado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) o índice de perda no arroz (em casca) fica em torno de 10% e para o feijão (em grão) de 3% da disponibilidade.

Como alternativa para diminuição destas perdas pesquisadores da Embrapa Arroz e Feijão (GO) tem realizado testes de beneficiamento de grãos quebrados e produzindo subprodutos como a quirera do arroz e a bandinha do feijão, evitando ou diminuindo as perdas de produção.

O arroz é rico em carboidratos e uma importante fonte de proteínas, sais minerais (principalmente fósforo, ferro e cálcio) e vitaminas do complexo B.  O feijão tem grande potencial como fonte de proteína, ferro e de vitaminas hidrossolúveis (tiamina, riboflavina e niacina), vitamina B6 e de ácido fólico além de ser fonte importante de fibras e amido resistente. Também possui compostos fenólicos com atividade antioxidante benéfica à saúde.

Preferido número um do brasileiro, além do potencial nutritivo estes dois alimentos são livres de glúten e podem fazer parte da dieta de pessoas celíacas, em que o organismo tem intolerância ao glúten.

De acordo com a pesquisador Priscila Bassinello, da área de Ciência de Alimentos da Embrapa Arroz e Feijão pode-se dizer que estes subprodutos possuem as mesmas propriedades nutricionais do arroz e do feijão, com a vantagem de baixo custo comercial: “eles podem ser explorados de forma mais eficiente e racional na indústria de alimentos, sendo submetidos ao processo de moagem e peneiramento, dando origem às farinhas de arroz e de feijão”, informou a pesquisadora.

Além do valor nutricional e funcional, as farinhas de arroz e de feijão apresentam outras propriedades tecnológicas e características benéficas que permitem seu aproveitamento em diferentes preparações e produtos industrializados, sendo hipoalergênicas e isentas de glúten. As farinhas de quirera do arroz e de bandinha de feijão podem ser utilizadas em sopas, caldos, pães, bolos, doces, snacks e até massas.

Estas orientações e receitas à base de farinha do arroz e do feijão estão disponíveis em Delícias com Arroz e Feijão, publicação que apresenta uma série de receitas com esses dois produtos e seus subprodutos no intuito de mostrar a versatilidade de ambos em pratos para além da combinação já conhecida e muito apreciada nas refeições brasileiras.

Acesse aqui e conheça algumas destas possibilidades alimentar de forma saudável.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink