Rápidos avanços tecnológicos em agroquímicos na América Latina
CI
Imagem: Divulgação
CROPLIFE

Rápidos avanços tecnológicos em agroquímicos na América Latina

Combatidas várias as iniciativas para, sem embasamento científico, proibir e/ou restringir moléculas
Por: -Leonardo Gottems

O ano de 2021 foi caracterizado por rápidos avanços tecnológicos em agroquímicos na América Latina, diz José Perdomo, presidente CropLife Latin America, em reportagem publicada no portal especializado AgroPages.

Entre as tecnologias que ganharam mais espaço no mercado estão a aplicação de agroquímicos com drones, os avanços em biotecnologia e edição de genes e a adoção de ferramentas para o avanço da agricultura de precisão. 

De acordo com Perdomo, “todos esses desenvolvimentos contribuem diretamente para o progresso em direção à sustentabilidade agrícola e ao alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Segundo ele, os desafios continuam, e para que as novas tecnologias estejam à disposição dos agricultores, é preciso insistir em marcos regulatórios modernos, com avaliações baseadas em critérios científicos. 

“Em 2021, foram várias as iniciativas que buscavam, sem embasamento científico, proibir e/ou restringir o uso de moléculas. A rápida atuação da CropLife Latin America e seus associados, o suporte técnico e a comprovação dos dados apresentados permitiram que essas iniciativas fossem arquivadas em benefício dos agricultores que necessitam dessas tecnologias para suas lavouras”, destacou.

Perdomo enxergou também um “interesse crescente por parte das autoridades pelos efeitos negativos do comércio ilegal de agroquímicos, que vem aumentando, e que precisa ser combatido com mais determinação e, ao mesmo tempo, fomentar uma cultura de legalidade na região”.

“Em 2021, a nossa contribuição para a economia circular da região concretizou-se, através do programa CampoLimpioSM, com a recuperação de mais de 78 mil toneladas de plástico, das quais 50% recicladas e o restante utilizado para recuperação energética. Além disso, mais de 230.000 agricultores, técnicos agrícolas, engenheiros agrônomos foram capacitados em Boas Práticas Agrícolas com o programa CuidAgroSM”, apontou o executivo.

“Somam-se a esses esforços nossa gestão para participar ativamente das mesas de trabalho que promovem o livre comércio e aumentam o potencial exportador da América Latina. Com esse objetivo, acompanhamos a política europeia do Pacto Verde, da Convenção sobre Diversidade Biológica e criamos espaços de aproximação entre produtores agrícolas, autoridades e missões diplomáticas para buscar um maior entendimento das necessidades e particularidades da agricultura, em muitos casos tropical, da América Latina”, conclui.

A CropLife Latin America é uma organização gremial sem fins lucrativos integrada por seis companhias e uma rede de 26 asoassociações em dezoito países da América Latina, sendo uma das seis regionais afiliadas a CropLife International, a Federação Global da Indústria da Ciência dos Cultivos. Representa a Bayer CropScience, a FMC, a Syngenta, a BASF, a Sumitomo Chemical, e a Corteva Agriscience.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.