Agronegócio

Reação de preço faz produtor do MS antecipar venda de soja

Venda antecipada dos grãos pode garantir melhores preços que os obtidos no ano
Por: -Fernanda Mathias
1 acessos

O nível de comprometimento da safra de soja em Mato Grosso do Sul cresceu consideravelmente em relação à safra 2005/06. De acordo com informações da Granos Corretora de Grãos, neste momento 35% das 4,4 milhões de toneladas previstas para serem colhidas já estão comprometidas, entre vendas antecipadas e fixação de preço para o momento da colheita, contra 20% no mesmo período do ano passado.

Esse aumento reflete, segundo o corretor Diego Dávalos, a reação de preços do grão. Hoje a saca de 60 quilos é comercializada a R$ 27,30 na região de Dourados, para entrega em março.

O presidente do Sindicato Rural de Maracaju, Luís Alberto Moraes Novaes, afrima que há um receio que de o mercado volte a se retrair, por isso os produtores estão apostando mais alto na fixação de preços para comercialização na colheita. Ele lembra que no começo da safra deste ano a saca chegou a ser vendida a R$ 20,00, quando negócios para entrega em março são fechados hoje entre R$ 27,00 e R$ 28,00.

Quando se trata de venda antecipada, explica, o produto sofre deságio relativo aos meses de antecipação dos valores em relação à entrega. Outra modalidade, que não tem alteração de preço, é travar os preços. O produtor compromete a produção de forma que seja vendida por um determinado preço no momento da colheita. Como não há antecipação do pagamento neste caso não há deságio. Embora os preços no mercado internacional estejam melhores, Novaes afirma que o câmbio é uma preocupação, considerando o alto nível de exportação do grão.

Maracaju é o principal pólo produtor do Estado, tem de 180 a 185 mil hectares plantados, redução de 5% a 10% em relação à safra passada, como conseqüência da crise no campo que afetou o Estado de uma forma geral.

Evolução da safra – Já estão plantados em Mato Grosso do Sul 91% da área de soja e 100% da área de milho safra de verão, segundo relatório da Granos Corretora de Grãos. No caso da soja, 81% da área já está germinando. É considerado excelente o processo de germinação de 71% da área, bom em 24% e regular em 5%. Foram plantados cerca de 1,74 milhão de hectares com o grão.

No caso do milho também 71% são considerados excelentes, 26% bom e 3% regular. Já foram detectados focos de ferrugem asiática da soja em Maracajú (área de experimento, plantada em fevereiro), em Laguna Caarapã e Chapadão do Céu (GO).

Técnicos da Embrapa ressaltam que a instalação precoce de muitas lavouras e a predominância de variedades precoces em Mato Grosso do Sul ajuda no controle. Isso porque a doença se dissemina com maior rapidez no período de chuvas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink