Agronegócio

Rebanho mineiro busca certificação

O setor agropecuário terá que cumprir uma série de ações para impulsionar a adesão do produtor ao Sisbov
Por: -Redação
1 acessos

O setor agropecuário de Minas Gerais terá que cumprir uma série de ações para impulsionar a adesão do produtor rural ao Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov), instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Conforme o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana Rodrigues, o processo de rastreabilidade foi implantado em algumas propriedades de Minas e a ação tem recebido incentivo do governo estadual.

O rebanho mineiro é o terceiro do país e conta com 22,165 milhões de cabeças. Um dos principais objetivos do Sisbov é proporcionar qualidade ao rebanho nacional o que, automaticamente, enquadra a carne brasileira dentro das exigências do mercado internacional. "Interessa à política de produção do Estado que a qualificação do rebanho mineiro seja percebido pelo mercado externo", disse Rodrigues.

A Lei 16.671, que regulamenta as ações de icentivo ao Sisbov, foi publicada na última terça-feira ( 09-01), no diário oficial "Minas Gerais", e o seu artigo 1º diz respeito ao desenvolvimento de programas, projetos e atividades que impulsionem a participação do ruralista junto ao Sisbov. Portanto, alguma das obrigações do Estado é estimular pesquisas, proporcionar suporte técnico, criar linhas especiais de financiamento, realizar seminários e campanhas institucionais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink