Receita das exportações do agronegócio mineiro aumenta 37,38%

Agronegócio

Receita das exportações do agronegócio mineiro aumenta 37,38%

Melhoria dos preços favoreceu a receita dos principais produtos
Por: -Janice
2118 acessos
Melhoria dos preços favoreceu a receita dos principais produtos

As exportações do agronegócio mineiro, no período de janeiro a maio de 2011, somaram US$ 3,4 bilhões, valor 37,38% superior ao registrado em idêntico período do ano passado. A cifra equivale também a 22,75% da registrada pelas exportações totais de Minas Gerais no acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e analisados pela Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea) da Secretaria da Agricultura.

Segundo Márcia Aparecida de Paiva Silva, assessora técnica da Spea, o café, segundo produto na pauta das exportações mineiras depois do minério de ferro, é um dos destaques das exportações do período. “As vendas do café, nos cinco primeiros meses deste ano, geraram uma receita da ordem de US$ 2,1 bilhões, garantindo uma variação positiva de 59,80% em relação à cifra obtida entre janeiro e maio do ano passado”, ela explica.

O grupo da soja também mostrou bons resultados: receita de US$ 268,0 milhões, cifra 61,36% superior à registrada nos cinco primeiros meses de 2010. A assessora ressalta a participação do farelo de soja, que alcançou US$ 76,9 milhões, uma soma 183,83% maior que a obtida em idêntico período do ano passado.

Márcia Silva informa que as exportações mineiras de frango também continuam em ascensão, com o registro de uma receita de US$ 139,7 milhões nos cinco primeiros meses de 2011. “A cifra é 78,55% maior que a do mesmo período do ano passado e representa uma evolução superior às exportações brasileiras do produto, que nos cinco primeiros meses deste ano cresceram 30,73%”, acrescenta a assessora.

Já as vendas internacionais da carne bovina procedente de Minas movimentaram US$ 121,6 milhões, receita 4,94% superior à registrada em idêntico período do ano passado.

Márcia Silva ainda diz que merece registro também o aumento da aceitação, pelo mercado internacional, do milho produzido nas propriedades mineiras. Ela observa que a exportação do grão possibilitou uma receita de US$ 53,1 milhões, cifra onze vezes maior que a obtida entre janeiro e maio de 2010.

As exportações de couros e peleteria por Minas Gerais seguem com crescimento expressivo. Nos primeiros cinco meses deste ano, alcançaram US$ 55,6 milhões, uma variação positiva de 163,34%.

Conforme a avaliação da assessora, os produtos que mais sobressaíram nas exportações do agronegócio mineiro em 2011 foram favorecidos principalmente pelo aumento de preços. A cotação do café teve aumento de 64,31%, para o farelo de soja a variação positiva foi de 67,21%, e o frango registrou alta de 24,29%.

Os embarques de diversos produtos também tiveram aumentos expressivos. No caso do milho, o volume foi de 186,3 mil toneladas, ou 182,7 mil toneladas superior ao registrado no acumulado de janeiro a maio de 2010, de acordo com os cálculos da assessora. Márcia Silva cita também o farelo de soja, que alcançou 131,0 mil toneladas, volume cerca de 70,0% superior ao de idêntico período do ano passado.

As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink