Receita de agricultor nos EUA deve cair ao menor nível em sete anos, diz USDA

Agronegócio

Receita de agricultor nos EUA deve cair ao menor nível em sete anos, diz USDA

Em parte por conta de recuo da demanda, produtor americano deverá embolsar menos dinheiro
Por:
418 acessos

São Paulo - A crise econômica, que afetou a demanda por commodities agrícolas - e, com isso derrubou as cotações, que haviam atingido patamares recordes em meados de 2008 -, deve ter impacto significativo sobre a receita dos agricultores americanos em 2009. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) apresentou nesta quinta-feira estimativa de receita agrícola ("da porteira para dentro") de US$ 54 bilhões. Se confirmado, o montante será o mais baixo em sete anos.

O número apresentado pelo governo americano é 38% menor que os US$ 87,2 bilhões apurados em 2008, ano em que produtos como milho - a principal cultura agrícola do país -, soja e trigo, entre vários outros, atingiram seus maiores preços na história. O ápice, atingido entre junho e julho, antes de a crise financeira eclodir de forma definitiva, ocorreu sob um misto de aumento da demanda e forte influência de fundos especuladores sobre a direção dos preços das commodities, agrícolas ou não.

Os declínios não se limitam apenas às lavouras. Os produtores de suínos, aves e gado de corte e leite também devem amargar perda de receita neste ano, segundo o USDA. Em parte por conta disso, o valor da produção das lavouras que fazem parte da cadeia de produção de rações é um dos que terá queda mais pronunciada entre 2008 e 2009, segundo os dados do governo americano. O recuo estimado do valor da produção das lavouras para rações é de 11,2%, para US$ 50,8 bilhões.

Os relatos de perdas dos produtores se multiplicam. No último ano, o preço do milho caiu 46%, os criadores de suínos perderam cerca de US$ 4,5 bilhões desde setembro de 2007 e, na pecuária de leite, relata a Bloomberg, os produtores amargam um cenário de excesso de oferta do produto.

O prejuízo dos produtores será, ao menos em parte, compensado por recuo dos custos de produção. As despesas com fertilizantes, por exemplo, deverão cair 24,8% neste ano, para US$ 16,9 bilhões. Esse número fica, é, maior que a média de US$ 12,8 bilhões apurada nos últimos dez anos. Na mesma comparação, a receita de US$ 54 bilhões estimada para 2009 é quase uma dezena de bilhões de dólares menor que a média de US$ 63,2 bilhões apurada entre 1999 e 2008.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink