Recuo do milho refreia alta de preços agrícolas
CI
Agronegócio

Recuo do milho refreia alta de preços agrícolas

Por: -Admin

O preço do milho para os agricultores paulistas manteve a tendência de queda e contribuiu para refrear o avanço do Índice de Preços Recebidos (IPR) pelos agricultores paulistas, que fechou em alta de 2,24%. O grão vem apresentando redução nos preços desde a segunda quadrissemana de dezembro, quando teve queda de 1,32%. Na primeira quadrissema de janeiro, o preço do milho mostrou recuo de 11,33%, em função do início da colheita da safra 2002/03 e da desova de estoques existentes.

Mas a situação deve reverter tão logo a colheita termine e sejam feitos novos estoques do produto. O milho foi o destaque do ano passado, quando obteve alta de 124,91%. Essa elevação no ano passado justifica-se em função da quebra da safra brasileira causada pela estiagem prolongada, de dificuldades na importação devido à indefinição quanto aos Organismos Geneticamente Modificados (OGMs), os transgênicos, e do aumento da demanda. Mesmo que esse quadro não se repita, a tendência é de alta para o grão também em 2003, mas com intensidade menor.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.